Atlético Goianiense recebe o Olimpia, no Serra Dourada, e tenta se manter vivo na Sul-Americana

Depois de quatro anos, o Atlético Goianiense volta a atuar no Estádio Serra Dourada como mandante. Nesta quinta-feira (7), o Dragão entra em campo pela Copa Sul-Americana, onde tem uma difícil missão pela frente.

Postado em: 07-07-2022 às 09h30
Por: Breno Modesto
De volta ao Serra Dourada, o Atlético Goianiense tenta avançar de fase na Copa Sul-Americana | Foto: Alan Deyvid/Atlético-GO

Depois de quatro anos, o Atlético Goianiense volta a atuar no Estádio Serra Dourada como mandante. Nesta quinta-feira (7), o Dragão entra em campo pela Copa Sul-Americana, onde tem uma difícil missão pela frente. Uma semana após ser derrotado por 2 a 0, fora de casa, o Rubro-Negro reencontra o Olimpia, do Paraguai, tentando reverter a desvantagem sofrida no Estádio Defensores del Chaco, para seguir vivo no torneio internacional.

O retorno ao maior palco do futebol goiano é tratado com naturalidade por parte do Atlético. Na visão do técnico Jorginho, atuar no Serra Dourada é diferente. Segundo ele, no passado, existia um “fantasma” por conta das dimensões do gramado, que eram maiores em relação aos outros estádios brasileiro. No entanto, o comandante cita que isso ficou para trás, pede o apoio da torcida rubro-negra e demonstra confiança em sua equipe.

“É diferente jogar ali (no Serra Dourada), pois ele se tornou um estádio que não é muito usual para o Atlético Goianiense e para o Goiás. Mas nós sabemos que é um palco importante. Eu tenho lembranças muito boas dali. Também tenho algumas lembranças ruins. Já ganhei e já perdi ali. Mas não tem aquele “fantasma” do passado, que era um campo com uma dimensão maior, com a grama muito alta. Hoje em dia, é tudo dentro dos padrões da Fifa e da Conmebol. Temos que aproveitar que estaremos em casa e que a nossa torcida estará presente. Esperamos que eles apoiem nossa equipe, porque, apesar de estar difícil, não é impossível”, disse Jorginho.

Continua após a publicidade

Ao falar especificamente da partida, Jorginho diz entender que será difícil e que a parte emocional de cada jogador pesará bastante. Apesar disso, o treinador cita outra vez que seus comandados estão muito confiantes e que podem, sim, reverter os 2 a 0 sofrido da ida.

“Sabemos o quanto vai ser difícil. Mas também sabemos que, neste momento, a parte emocional conta bastante. Se fizermos um gol rápido, vai ser muito importante. Estamos muito confiantes de que vamos fazer uma grande partida. Entendemos que vai ser um jogo difícil, mas sabemos que podemos reverter essa situação. Estamos muito confiantes de que faremos uma boa partida e vamos buscar o resultado”, finalizou Jorginho.

Histórico

O confronto desta quinta-feira (7) será o segundo da história entre Atlético Goianiense. O primeiro foi o jogo de ida das oitavas de final da atual edição da Copa Sul-Americana. Na última quinta-feira (30), o time paraguaio derrotou o Rubro-Negro por 2 a 0, no Estádio Defensores del Chaco.

Ficha técnica

Atlético-GO x Olimpia

Data: 7 de julho de 2022

Horário: 21h30

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)

Árbitro: Wilmar Roldán (Fifa/COL)

Asistentes: Alexander Guzmán (COL) e Sebastian Vela (COL)

VAR: Julio Bascuñán (CHI)

Atlético-GO: Ronaldo; Hayner, Édson Felipe, Ramon e Jefferson; Gabriel Baralhas, Marlon Freitas e Shaylon; Wellington Rato, Diego Churín e Airton.

Técnico: Jorginho

Olimpia: Olveira; Otálvaro, Luis Zárate, Salcedo e Iván Torres; Marcos Gómez, Hugo Quintana, Alejandro Silva e Fernando Cardozo; Recalde e Derlis González.

Técnico: Julio César Cáceres

Veja Também