Com gol no fim, Vila Nova deixa escapar vitória contra o Bahia, na estreia de Allan Aal

Na estreia do técnico Allan Aal à frente de seu comando, o Colorado vencia o Bahia até os 40 minutos do segundo tempo, mas acabou levando o empate e chegou ao décimo segundo jogo consecutivo sem vencer.

Postado em: 08-07-2022 às 21h05
Por: Breno Modesto
No Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, o Colorado empatou em 1 a 1 com o Tricolor de Aço | Foto: Roberto Corrêa/Vila Nova FC

O Vila Nova deixou escapar uma vitória que seria fundamental para a sua recuperação na Série B do Campeonato Brasileiro. Na estreia do técnico Allan Aal à frente de seu comando, o Colorado vencia o Bahia até os 40 minutos do segundo tempo, mas acabou levando o empate e chegou ao décimo segundo jogo consecutivo sem vencer.

Pablo Dyego, pelo Tigre, e Gregory, para o Tricolor de Aço, fizeram os gols da partida, válida pela décima sétima rodada da Segundona. Com o ponto conquistado diante dos baianos, a equipe vilanovense chegou aos 13, permanecendo na última posição na tabela de classificação. O próximo compromisso do clube é na próxima sexta (15), às 21h30, no OBA, contra o CSA.

O jogo

Continua após a publicidade

A primeira partida do Vila Nova sob o comando do técnico Allan Aal começou com o Tigre pressionando o Bahia. No entanto, sem levar muito perigo à meta defendida por Danilo Fernandes. O primeiro chute do jogo aconteceu aos sete minutos, com Arthur Rezende. O camisa 8 aproveitou um bate e rebate na entrada da grande área e, do meio da rua, arriscou. Mas a finalização acabou saindo fraca, não levando perigo aos visitantes.

Dois minutos mais tarde, o Colorado quase abriu o marcador no Onésio Brasileiro Alvarenga. Depois de cobrança de escanteio, o atacante Daniel Amorim subiu mais alto que a defesa do Tricolor de Aço e testou firme. A cabeçada firme do camisa 9 explodiu no travessão de Danilo Fernandes.

No finalzinho da primeira etapa, o Vila Nova quase marcou um belo gol com Matheuzinho. Depois de receber de Pablo Dyego, na intermediária, o camisa 7 ganhou da marcação baiana, invadiu a área, puxou para o meio e chutou colocado. No entanto, a finalização acabou morrendo nas mãos de Danilo Fernandes.

Na volta do intervalo, as equipes demoraram a finalizar. A primeira chegada aconteceu somente aos 16, com Daniel Amorim. O centroavante recebeu na direita, ajeitou e, quase que do bico da grande área, mandou uma bomba, que passou tirando tinta da trave baiana. Por muito pouco, o tento vilanovense não saiu.

No entanto, ele viria dois minutos depois. Depois de tabelar com Marlone, Willian Formiga cruzou para o meio da área, onde encontrou Moacir, que cabeceou para frente. A cabeçada acabou parando em Pablo Dyego, que, de perna direita, emendou. Lentamente, a bola foi morrer no fundo das redes do Tricolor.

Quando a vitória parecia próxima, o Tigre foi castigado. No fim, na marca de 41 minutos, o Bahia deixou tudo igual. Da entrada da área, Gregory tentou finalizar, mas acabou bloqueado pela defesa colorada. A bola sobrou para Patrick, que também foi interceptado pelos vilanovenses. A sobra ficou com Gregory, que, desta vez, mandou no ângulo de Tony, que não conseguiu evitar o empate no OBA.

Veja Também