Matheus Mancini é apresentado pelo Vila Nova

Em busca de uma reação na Série B do Campeonato Brasileiro, o Vila Nova, lanterna da competição, tem ido ao mercado em busca de reforços. E, nesta terça-feira (12), o Colorado apresentou um dos nomes que terá à disposição para a sequência da temporada.

Postado em: 12-07-2022 às 21h46
Por: Breno Modesto
Filho do técnico Vagner Mancini, o zagueiro Matheus Mancini assinou com o Vila Nova até o fim da Série B | Foto: Fernando Brito/Vila Nova FC

Em busca de uma reação na Série B do Campeonato Brasileiro, o Vila Nova, lanterna da competição, tem ido ao mercado em busca de reforços. E, nesta terça-feira (12), o Colorado apresentou um dos nomes que terá à disposição para a sequência da temporada. Anunciado pelo Tigre no último domingo (10), o zagueiro Matheus Mancini, de 27 anos, concedeu sua primeira entrevista coletiva pelo novo clube.

Filho do técnico Vagner Mancini, o defensor, que disputou a última edição do Campeonato Paulista pela Inter de Limeira, se apresenta ao torcedor vilanovense falando de suas principais características. De acordo com Matheus, que é canhoto, a técnica, o bom posicionamento e o tempo de bola são seus atributos principais.

“Sou um zagueiro canhoto, que tem uma boa técnica. Eu me posiciono bem e tenho um bom tempo de bola. Mas, antes disso tudo, vai ter muita entrega, muito trabalho e dedicação para que eu possa ajudar tanto dentro quanto fora de campo. E também para ajudar o Vila (Nova) a voltar para o lugar que ele merece”, disse Mancini.

Continua após a publicidade

Sobre a atual situação na qual se encontra o Vila Nova, Matheus cita o elenco, o staff e a comissão técnica da equipe para demonstrar sua confiança em uma melhora. Para ele, em momentos de dificuldades, como o que atravessa o Tigre, a torcida é fundamental, pois pode colaborar para que uma fase ruim termine logo.

Pelo elenco que nós temos, pelo staff e pela comissão técnica, nós temos totais condições de sair dessa situação. Estou extremamente motivado e confiante de que as coisas vão melhorar. Em momentos como esse, a torcida contribui muito para o crescimento do time. Se a torcida estiver “jogando junto”, com o time colaborando, a tendência é termos uma crescente. O que nós não podemos é desistir, pois uma fase ruim não dura para sempre e, com muito trabalho, podemos transformar isso em uma sequência muito boa”, finalizou Matheus.

Veja Também