Fora de casa, Atlético-GO é atropelado pelo Athletico-PR e chega à quarta derrota seguida no Brasileiro

O Atlético Goianiense sofreu mais uma derrota no Campeonato Brasileiro. Jogando fora de casa, o time comandado pelo técnico Jorginho foi goleado pelo Athletico Paranaense por 4 a 1, na Arena da Baixada.

Postado em: 20-07-2022 às 22h30
Por: Breno Modesto
Com um gol e uma assistência, Terans foi o destaque da goleada do Furacão contra o Dragão | Foto: Vinicius Do Prado

O Atlético Goianiense sofreu mais uma derrota no Campeonato Brasileiro. Jogando fora de casa, o time comandado pelo técnico Jorginho foi goleado pelo Athletico Paranaense por 4 a 1, na Arena da Baixada. O revés foi o quarto consecutivo do Dragão na competição nacional. O confronto marcou a reestreia do volante Fernandinho, multicampeão pelo Manchester City, da Inglaterra, no futebol brasileiro.

Cuello, Canobbio, Terans e Léo Cittadini marcaram para o Furacão, enquanto que o estreante Kelvin descontou para o Dragão. Com o resultado negativo, a equipe goiana segue na décima oitava colocação, com 17 pontos. No entanto, pode ver aumentar a diferença para o primeiro time fora da zona de rebaixamento.

O jogo

Continua após a publicidade

A partida na Arena da Baixada começou da pior maneira possível para o Atlético Goianiense. Pressionando desde o início, o Athletico Paranaense marcou dois gols antes dos 15 minutos. O Furacão pressionava desde os seis minutos, quando chegou pela primeira vez ao ataque. No entanto, depois de receber de Canobbio, Pablo finalizou para fora.

Dois minutos depois, veio o primeiro dos cinco gols da noite. Depois de um cruzamento de Khellven, pela direita, Canobbio não conseguiu finalizar e a bola acabou sobrando para Cuello, na ponta esquerda. Livre de marcação, o atacante do time paranaense encheu o pé, buscando o ângulo de Ronaldo, que desviou, mas não conseguiu evitar o tento do Athletico.

O segundo gol do Furacão saiu na marca de 13 minutos. Em jogada individual, Terans ganhou na corrida de Wanderson, chegou à grande área e percebeu a chegada de Canobbio, que recebeu e só teve o trabalho de mandar para o fundo das redes, ampliando o marcador na Arena da Baixada.

Atrás do placar, o Dragão “acordou” e teve suas primeiras chances reais pouco depois do segundo gol do Furacão. Aos 18, Wellington Rato apareceu para finalizar de fora da área. No minuto seguinte, foi a vez de Airton, que recebeu na ponta direita e chutou cruzado. As duas finalizações acabaram saindo pela linha de fundo. O jogo ficou bom e, antes do fim da primeira etapa, as duas equipes chegaram bastante, mas sem efetividade.

Na volta do intervalo, o Athletico veio com tudo. Logo aos três minutos, conseguiu marcar o terceiro gol. Terans apareceu novamente. Desta vez, para marcar um golaço. O uruguaio recebeu na esquerda, cortou para o meio e, do bico da grande área, mandou um chutaço, encobrindo Ronaldo, que não conseguiu evitar o golaço do Furacão.

O Rubro-Negro conseguiu diminuir aos 26. Estreante da noite, o atacante Kelvin recebeu em velocidade, conseguiu abrir espaço para a marcação paranaense e, de fora da área, mandou no ângulo de Bento. Mais um golaço na Arena da Baixada. O gol marcado animou o Atlético, que seguiu pressionando e quase marcou o segundo.

Porém, já no finalzinho, o Athletico Paranaense marcou o quarto e sacramentou a goleada. O volante Fernandinho, que fazia sua reestreia pelo Furacão, mandou na cabeça de Léo Cittadini, que desviou para o fundo do gol, dando números finais à partida.

Ficha técnica
Athletico-PR 4×1 Atlético-GO
Data: 20 de julho de 2022
Horário: 19h30
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Gols: Cuello (8’/1T), Canobbio (13’/1T), Terans (3’/2T) e Léo Cittadini (49’/2T) – CAP; Kelvin (26’/2T) – ACG

Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (Fifa/RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa (Fifa/RJ) e Thiago Rosa de Oliveira (RJ)
VAR: Adriano de Assis Miranda (SP)

Athletico-PR: Bento; Khellven, Pedro Henrique, Nicolás Hernández e Abner Vinícius; Hugo Moura, Erick (Fernandinho) e Terans (Léo Cittadini); Canobbio (Vitor Roque), Pablo (Rômulo) e Cuello (Pedrinho).
Técnico: Felipão

Atlético-GO: Ronaldo; Hayner, Wanderson, Édson Felipe e Jefferson (Arthur Henrique); Gabriel Baralhas, Marlon Freitas (Ricardinho) e Wellington Rato (Léo Pereira); Airton (Shaylon), Churín e Luiz Fernando (Kelvin).
Técnico: Jorginho

Veja Também