Tenista Zé Pereira sobe 41 posições no ranking mundial

Durante o torneio Orange Park, o tenista foi o quarto favorito e venceu o primeiro jogo contra o americano Ryan Goetz por 7/6 e 6/4

Postado em: 25-04-2018 às 18h15
Por: Victor Pimenta
Durante o torneio Orange Park, o tenista foi o quarto favorito e venceu o primeiro jogo contra o americano Ryan Goetz por 7/6 e 6/4

O tenista Zé Pereira, após
chegar à semifinal do Future de Orange Park, na Flórida, na semana passada, foi
campeão ontem (25) no Circuito Internacional de Tênis, em São José do Rio Preto
(SP), contra o argentino Alejo Vilaro por 6/3 a 6/4.

Durante o torneio Orange Park, o tenista foi o quarto
favorito e venceu o primeiro jogo contra o americano Ryan Goetz por 7/6 e 6/4.
Na segunda rodada bateu o americano Paul Osterbaam por 6/1 e 6/1, nas quartas
de finais superou o chileno Alejandro Tabilo por 6/4 e 6/3, e na semifinal
perdeu para o americano Noah Rubin por 7/6 e 6/2. Com os resultados da semana
passa e de ontem, Zé Pereira sobe 41 posições no ranking mundial da ATP
(Associação de Tenistas Profissionais), passando para o 550º colocado.

Continua após a publicidade

O próximo jogo do atleta acontece amanhã (26), às 12h30,
contra o também brasileiro João Reis. De acordo com o Zé Pereira é muito
empolgante poder disputar essa sequência de jogos em alta performance. “Estou
muito confiante com o trabalho que venho fazendo com minha equipe e me sinto
tranquilo, pois tenho pessoas ao meu redor me ajudando e apoiando, como as da
Rede Lojacorr”.

Zé Pereira passou oito meses entre 2016 e 2017 em recuperação
por conta de uma cirurgia no ombro. Mesmo após ver seu ranking despencar no
final de julho 2017, mês em que voltou às competições, retornou com treinos
intensos e muita dedicação, subindo mais de 800 posições na ATP desde então.

Para o diretor financeiro da Rede Lojacorr, André Duarte,
patrocinar um tenista tão dedicado como Zé Pereira é motivo de muito orgulho
para toda a rede. “Estamos felizes em poder fazer parte da história de
determinação e sucesso do atleta”, afirma.

Veja Também