Segunda-feira, 15 de julho de 2024

6 Horas de São Paulo recebe “batalha” de montadoras em Interlagos

O desfecho da última edição das 24 Horas de Le Mans deflagrou disputa acirrada e muito interessante pelo título mundial envolvendo as montadoras na classe Hypercar

Postado em: 08-07-2024 às 20h36
Por: Vitória Bronzati
Imagem Ilustrando a Notícia: 6 Horas de São Paulo recebe “batalha” de montadoras em Interlagos
Ferrari e Toyota travaram tensa disputa estratégica pela vitória em Le Mans | Foto: DPPI/FIA WEC

O regresso do FIA WEC ao Brasil depois de dez anos com a realização da Rolex 6 Horas de São Paulo vai trazer a Interlagos um momento verdadeiramente especial do Campeonato Mundial de Endurance. A categoria reunirá no mais icônico autódromo do esporte a motor brasileiro nada menos que 14 montadoras, um recorde absoluto na história da competição. Estarão na pista um total de 37 carros, sendo 19 hypercars e 18 da nova classe LMGT3. Lendas das pistas como Ferrari, Porsche, Toyota, Lamborghini, BMW, Peugeot, Cadillac, Isotta Fraschini, McLaren, Alpine, Aston Martin, Ford, Corvette e Lexus vão acelerar nesta semana em São Paulo, entre 12 e 14 de julho, e os últimos ingressos estão à venda.

Apenas na classe Hypercar, a principal do FIA WEC, são nove as montadoras que competem na temporada 2024: Porsche, Ferrari, Toyota, Alpine, BMW, Peugeot, Cadillac, Lamborghini e Isotta Fraschini.

De volta ao Brasil, o Mundial de Endurance verá uma verdadeira batalha entre as montadoras. Até agora, em quatro etapas disputadas no campeonato, foram três vitoriosas na classe Hypercar. A Porsche triunfou duas vezes, no Qatar Airways 1812 Km do Qatar — prova que abriu o campeonato —, e na TotalEnergies 6 Horas de Spa-Francorchamps. A Toyota terminou em primeiro lugar nas 6 Horas de Ímola, enquanto a Ferrari reencontrou a glória nas 24 Horas de Le Mans.

Continua após a publicidade

Somente 12 pontos separam as três primeiras colocadas no Campeonato Mundial de Montadoras depois da prova mais longa do calendário: a Porsche soma 108, contra 99 da Ferrari e 96 da Toyota, em disputa que promete entregar outro grande momento na Rolex 6 Horas de São Paulo.

Interlagos traz boas lembranças particularmente para Toyota e Porsche. Em 2012, o traçado localizado na capital paulista foi palco da primeira vitória da montadora japonesa no FIA WEC com Alexander Wurz e Nicolas Lapierre, abrindo assim uma trajetória de glória para a marca na história da competição. Dois anos depois, a Porsche venceu em Interlagos com Romain Dumas, Neel Jani e Marc Lieb.

A Rolex 6 Horas de São Paulo também será o palco para mais um capítulo da rota de crescimento para BMW e Alpine, em projetos ainda iniciais na Hypercar, assim como a Peugeot. Cabe destacar também a Cadillac, que vem apresentando muito progresso em sua performance durante a temporada, ao mesmo tempo em que Lamborghini e Isotta Fraschini vão descobrindo o caminho das pedras na classe principal do FIA WEC.

Confronto de gigantes na LMGT3

A nova classe do Mundial de Endurance reforçou ainda mais o interesse de montadoras de peso em fazer parte da categoria. Além de lendas como Ferrari, Porsche, Chevrolet Corvette e Aston Martin, que figuravam no grid no ano passado e que seguiram no FIA WEC, a transição para a LMGT3 trouxe nomes muito relevantes no universo do esporte a motor.

Sempre representadas por equipes privadas, chegaram para a categoria emblemas como a BMW, McLaren, Lamborghini, Lexus e Ford, elevando ainda mais o nível da competição.

Nesta primeira metade da temporada, duas montadoras se destacaram no topo do pódio na LMGT3: a Porsche triunfou três vezes, sendo duas com a Manthey EMA, nas 24 Horas de Le Mans e em Spa-Francorchamps, e mais uma com a coirmã Manthey Pure Rxcing, no Qatar. Já a BMW, representada pela equipe belga Team WRT, venceu com o brasileiro Augusto Farfus na tripulação da M4 #31 nas 6 Horas de Ímola.

Veja Também