Segunda-feira, 22 de julho de 2024

Rubicon Carbon se associa a Lucas di Grassi para compensar pegada de carbono

Piloto brasileiro construiu uma carteira de créditos de carbono através do produto principal da Rubicon, o Rubicon Carbon Tonne

Postado em: 09-07-2024 às 20h01
Por: Vitória Bronzati
Imagem Ilustrando a Notícia: Rubicon Carbon se associa a Lucas di Grassi para compensar pegada de carbono
Rubicon Carbon estampou carro do brasileiro em Portland | Foto: LAT

A Rubicon Carbon, uma empresa de gestão de créditos de carbono, anunciou hoje uma nova parceria com o campeão da Fórmula E e piloto da ABT CUPRA, Lucas di Grassi, para comprar créditos de carbono usando a plataforma da empresa. Lucas é o primeiro piloto da Fórmula E a compensar sua pegada de carbono investindo pessoalmente em créditos de carbono.

Di Grassi criou seu próprio Rubicon Carbon Tonne (RCT), uma carteira diversificada e gerida ativamente de créditos de carbono que inclui projetos de remoção de carbono, evitação baseada na natureza e evitação industrial. Através dos RCTs, os compradores reduzem o risco, aumentam a flexibilidade e têm certeza quanto ao preço.

“Estamos entusiasmados em apoiar Lucas e a Fórmula E, que compartilham nossos valores na construção de um futuro com baixo carbono”, disse Tom Montag, CEO da Rubicon Carbon. “Esta parceria está perfeitamente alinhada com nossa missão de inovar e liderar na luta contra as mudanças climáticas, e estamos ansiosos para ajudar Lucas em seu caminho para descarbonizar as indústrias de mobilidade e corrida.”

Continua após a publicidade

Para celebrar a parceria, o carro e o capacete de Lucas exibiram orgulhosamente os logotipos da Rubicon Carbon no Hankook Portland E-Prix do mês passado, em Portland, Oregon. A colaboração entre Rubicon Carbon e di Grassi exemplifica o potencial das parcerias esportivas para impulsionar mudanças ambientais positivas.

Como ativista em tecnologia de mobilidade e o primeiro piloto da Fórmula E a cortar publicamente laços com indústrias que não priorizam a sustentabilidade, Lucas di Grassi estabeleceu um precedente sobre como defender a responsabilidade ambiental como atleta profissional.

Falando sobre a parceria, o piloto afirmou: “Estou orgulhoso de ser o primeiro piloto a compensar todo o carbono que emiti viajando pelo mundo desde minha primeira corrida da Fórmula E em Pequim. Trabalhar com Tom Montag e toda a sua equipe é a parceria perfeita para mim, pois a Rubicon Carbon é a empresa de gestão de créditos de carbono mais qualificada e credível do mundo. Em linha com os valores e objetivos da Fórmula E, dirijo um carro elétrico e adaptei meu estilo de vida. No entanto, evitar e remover carbono de forma credível é a única maneira de praticar o esporte que amamos e ser responsável com nosso ambiente ao mesmo tempo. Ficaria encantado se muitos outros atletas, não apenas na Fórmula E, considerassem o mesmo caminho.”

Esta parceria segue os recentes investimentos da Rubicon em projetos de carbono em todo o mundo, incluindo um projeto de restauração de ecossistemas em larga escala no Panamá em parceria com Ponterra, Microsoft e Carbon Streaming, um projeto de restauração de mais de 250.000 acres na África do Sul liderado pela Imperative, e uma colaboração com a YvY Capital para escalar os investimentos em carbono no Brasil.

Veja Também