Atlético Goianiense divulga novo escudo

Postado em: 19-06-2020 às 19h50
Por: Raphael Bezerra
Escudo foi desenvolvido pela equipe Futbox e buscou manter as cores e as iniciais do clube, mas com uma nova identidade para atender o desejo dos torcedores - Foto: Divulgação/ACG

Felipe André

Sem os requintes de uma festa devido a pandemia, o Atlético
Goianiense fez o seu evento de maneira virtual. O clube rubro-negro lançou o
terceiro escudo oficial da equipe em uma live realizada nas redes
sociais na noite desta última sexta-feira (19). Estiveram presentes o Presidente
Executivo do clube, Adson Batista, o Presidente do Conselho Deliberativo,
Jovair Arantes, e o fundador da empresa Futbox, Adriano Ávila, responsável pela
criação do desenho.

“Um prazer foi ter desenvolvido junto com o Atlético o
terceiro escudo. Vai expandir a identidade e fazer um trabalho de gestão da
marca como não havia sido feito. Recebi um ótimo apoio e estrutura do clube.
Estou na expectativa de ver como a torcida vai receber, foi um trabalho pautado
na tradição e com ideias para o torcedor do século 21 que estão inseridos no mundo
digital”, destacou Adriano Ávila.

Antes da apresentação do escudo, Jovair Arantes citou
diversos clubes que ao longo da história mudaram os escudos, como: Arsenal, Juventus,
Flamengo, Vasco, Corinthians e Palmeiras. Adson Batista revelou que o novo
escudo será utilizado na terceira camisa e fará a estreia contra o Corinthians,
na primeira rodada do Campeonato Brasileiro, ainda sem data para ser realizado.

Ainda sobre o terceiro modelo de uniforme, Adson Batista
confirmou que o modelo da camisa já está escolhido e que será inovador. Apesar
das mudanças, o presidente do rubro-negro goiano enfatizou que não pretende
trocar o nome, como aconteceu com o Athletico Paranaense.

“Nós contratamos essa empresa sediada em Belo Horizonte, que
é muito profissional e estava estudando o Atlético Goianiense há mais de um ano.
O escudo é um modelo futurista e pode assustar algumas pessoas, eu assustei no
começo, mas depois entendi a proposta. Não foge as cores e perfil do clube. Espero
que todos possam entender, não vamos ter baixaria, vamos ter equilíbrio”, ressaltou
Adson.

O termo “futurista” foi utilizado em diversas oportunidades
na apresentação do escudo e faz parte da evolução citada por Adson Batista. “O
clube está evoluindo e precisa atender todos os torcedores. Vamos buscar que
esse novo conceito pode ser bastante interessante para o Atlético”, disse.

“Trabalhamos o lastro afetivo do escudo antigo com o atual
utilizado desde 2016, onde damos uma personalidade ao escudo do Atlético, mas preservando
a história. Elementos que os torcedores estão acostumados a ver, que foram
passados de pai para filho, junto com o modelo do diamante. O formato do escudo
tem um emblema que é inédito no Brasil e vai ficar muito significativo quando
visualizado no smartphone, que é o principal meio de consumir notícias no
mundo. Ele inicia uma nova caminhada, um modelo do século 21”, avaliou Adriano
Ávila.

O escudo tradicional será mantido no primeiro
uniforme do clube. “Não podemos apagar a nossa história, o Atlético foi feito
com muito suor. O clube que não se mexe não tem mídia. O Atlético está fazendo
isso agora, vamos mostrar o clube para o Brasil inteiro”, enfatizou Jovair
Arantes.  

Compartilhe: