Gláuber fala sobre responsabilidade de jovens ao ganharem mais oportunidades: “Vestir a camisa”

Rodrigues foi uma das novidades na equipe titular esmeraldina e autor da assistência no gol do Goiás diante do Goianésia | foto: Fernando Lima / Goiás EC

Postado em: 19-04-2021 às 15h45
Por: Daniell Alves
Rodrigues foi uma das novidades na equipe titular esmeraldina e autor da assistência no gol do Goiás diante do Goianésia | foto: Fernando Lima / Goiás EC

Victor Pimenta

O Goiás entrou na última partida,
no empate diante do Goianésia, com apenas três jogadores entre os titulares
quais não foram formados nas categorias de base do clube e com a média de idade
baixa por conta da quantidade de atletas revelados pela equipe esmeraldina.

Continua após a publicidade

“Conseguimos no início do jogo
implantar o que havíamos conversado, fazer uma pressão alta, pressionar
bastante a equipe do Goianésia até buscar o gol. Conseguimos o nosso gol,
tivemos alguns lampejos para marcar outros gols, pressionamos o tempo todo e
infelizmente em uma desatenção nosso, em um momento de decisão de pressionar no
momento errado, nós tomamos o contra-ataque e sofremos o gol”, disse Gláuber
Ramos.

A dupla de zaga em questão não
teve nenhum dos seus dois principais jogadores mais experientes, já que David
Duarte cumpriu suspensão após expulsão diante da Aparecidense e Fábio Sanches
segue fora por opção técnica. Com isso, Heron e Iago Mendonça quem formaram a
dupla que antes se via apenas na categoria Sub-20 do clube. Além deles, quem
foi novidade na partida foi o lateral-esquerdo Rodrigues. O jogador que
substituiu Jefferson, iniciou a partida e foi um dos destaques, dando
assistência para o gol esmeraldino, marcado por Vinicius Popó.

“São oriundos de um trabalho
nosso de muito tempo e conhecemos bem todos eles, tanto o Iago, quanto o Heron
que vem fazendo boas partidas não só hoje, mas em outras partidas tem se
comportado bem. O Rodrigues é um jogador que a gente conhece a muito tempo, tem
feitos bons jogos, bons treinamentos e por isso que foi titular. Eles sabem da
responsabilidade de que é jogar no Goiás, inconformados com o resultado porque
sabíamos que poderíamos ter saído daqui com a vitória”, ressaltou o treinador.

O empate sofrido diante do
Goianésia impediu com que a equipe classificasse matematicamente de forma
antecipada para a fase quartas-de-final do Goianão. O clube esmeraldino que
está apenas na terceira colocação do grupo B não tem chances nem de alcançar o
primeiro e nem o segundo lugar da sua chave.

“Realmente o Goiás tem que estar
sempre brigando nas cabeças. Tínhamos que estar até por obrigação estar
classificado, mas apesar de ser uma reformulação, de atletas novos e estão
tendo muitas oportunidades na equipe profissional, então, eles sabem da
responsabilidade que é vestir essa camisa. Temos o último jogo para
classificar, queríamos estar em primeiro ou segundo até para ter uma vantagem
na reta final, mas vamos trabalhar essa semana para conseguir a classificação
no próximo jogo”, falou o técnico esmeraldino.

Nesta semana, a equipe
esmeraldina ganhará a chegada de mais um reforço e trata-se do meia Élvis. O
jogador que vinha atuando na última Série B pelo Cuiabá chega para reforçar o
meio-campo esmeraldino trazendo mais experiência ao Goiás. Antes dele, já
reforçaram a equipe, o lateral-direito Ivan e o atacante Vinicius Popó.

“Todos que chegaram com experiência, vai
acrescentar muito. Acrescentar na parte técnica, na experiência e passar um
pouco dela para os atletas mais novos e com certeza vai ser de grande valia,
sendo um atleta de muita qualidade e nós acreditamos que vai evoluir a maneira
de jogar do Goiás, não só como ele, mas como outros que podem chegar”, concluiu
Gláuber. 

Veja Também