Em sua segunda participação na história, Atlético-GO recebe o Newell’s-ARG pela Sul-Americana

Atlético Goianiense está invicto na temporada, poupou os titulares contra o Crac e tem duelo difícil contra o Newell’s | Foto: Bruno Corsino/ACG

Postado em: 20-04-2021 às 08h05
Por: Felipe André
Atlético Goianiense está invicto na temporada, poupou os titulares contra o Crac e tem duelo difícil contra o Newell’s | Foto: Bruno Corsino/ACG

Felipe André

O Atlético Goianiense tem nesta terça-feira (20/4) o desafio mais importante dos últimos anos para o clube. O rubro-negro entra em campo pela Copa Sul-Americana, apenas sua segunda participação na história do clube e agora em um novo formato, com a fase de grupos. Os goianos estão no grupo F, ao lado do Palestino-CHI, Libertad-PAR e do Newell’s Old Boys-ARG, adversário de logo mais, às 19h15 (horário de Brasília), no estádio Antônio Accioly, em Goiânia.

Ainda invicto na temporada, já que não foi derrotado nem nas nove rodadas disputadas no Goianão e nem nas duas primeiras fases da Copa do Brasil, o Atlético coloca o retrospecto em prova. Serão duas partidas realizadas neste mês de abril, contra o Newell’s e contra o Palestino-CHI e o restante da fase de grupos será disputado em maio e que promete muita disputa, já que apenas o campeão de cada grupo avança para as oitavas de final, onde irão se juntar os oito terceiros colocados da fase de grupos da Libertadores.

Continua após a publicidade

Para esse duelo, a equipe titular deve ser a mesma que enfrentou o Joinville, pela Copa do Brasil. No último fim de semana, Jorginho utilizou um time alternativo para enfrentar o Crac e venceu como mandante. A única dúvida em todo o elenco é o zagueiro Oliveira, que com uma tendinite no joelho direito não foi relacionado para o jogo em Santa Catarina, sem ele Nathan Silva deve permanecer como dupla de zaga ao lado de Éder.

Entre os 29 jogadores inscritos, o Atlético Goianiense possui apenas nove com experiência internacional, entre os considerados titulares são apenas cinco. Dos atletas que já disputaram a Libertadores estão: Arthur Gomes (Santos), Arnaldo (Botafogo) e Natanael (Athletico PR), mas o lateral-esquerdo também já disputou a Liga Europa e a Liga dos Campeões com a camisa do Ludogorets-BUL. Entre quem disputou a Sul-Americana: Fernando Miguel (Vasco), Marlon Freitas (Fluminense), Zé Roberto (Bahia), Roberson (Grêmio), Pablo Dyego (Fluminense) e Janderson (Corinthians).

“A nossa equipe não tem tanta experiência assim em termos internacionais, o Atlético Goianiense está a cada ano crescendo e tomando o seu espaço, mas só temos essa experiência jogando. Apesar da juventude, são jogadores que já disputaram o Campeonato Brasileiro, que tem um nível muito alto, com certeza é muito mais elevado que qualquer outro torneio nacional na América do Sul, a maioria dos jogadores estrangeiros vem para cá”, destacou Jorginho.

“O nível de competição é muito grande, nós sabemos como é, mas é claro que a questão emocional é fundamental neste momento, eu tenho falado para os jogadores que até certo ponto nós entramos para uma ‘guerra’. O nível de concentração precisa estar lá em cima, o de competitividade tem que estar lá no alto. Os jogadores sabem da existência do VAR, não adianta tentar ser esperto, dar uma cotovelada ou ser maldoso, não é por aí. Gosto que a minha equipe jogue futebol, dentro das normas e das leis do futebol. A raça, vontade, entrega e sabedoria para esse jogo precisa ser muito grande”, completou.

FICHA TÉCNICA
Atlético-GO x Newell’s Old Boys-ARG
(Copa Sul-Americana)

Data: 20 de abril, 2021
Local: Estádio Antônio Accioly, em Goiânia-GO
Horário: 19h15 (de Brasília)

Árbitro: Gustavo Tejera (URU)
Assistentes: Horacio Ferreiro (URU) e Agustín Berisso (URU)
VAR: Freddy Arellanos (PER)

Atlético-GO: Fernando Miguel; Dudu, Nathan Silva, Éder e Natanael; Willian Maranhão, Marlon Freitas e João Paulo; Danilo Gomes (Arthur Gomes), Janderson e Zé Roberto. Técnico: Jorginho

Newell’s-ARG: Alan Aguerre; Facundo Nadalín, Cristian Lema e Yonatan Cabral; Jerónimo Cacciabue, Pablo Pérez, Juan Sforza e Franco Negri; Manuel Llano, Maxi Rodríguez e Ignacio Scocco. Técnico: Germán Burgos

Veja Também