Fase decisiva: goiano representa Anápolis em final nacional do maior torneio de breaking do mundo

Brasileiros se enfrentarão em busca de vaga na final

Postado em: 02-10-2021 às 09h20
Por: Redação
Brasileiros se enfrentarão em busca de vaga na final. | Foto: Reprodução

Com quase vinte anos de tradição e grandes talentos do mundo inteiro conectados, o Red Bull BC One, principal competição de breaking do planeta, passou por Brasília (DF) para uma das qualificatórias regionais. Com grande destaque, o goiano B-Boy Xandin, subiu ao lugar mais alto do pódio, garantindo uma vaga na final nacional, seguido do brasiliense B-Boy Khaled, segundo colocado e também finalista. 

Na categoria feminina, as brasilienses B-Girl Ana Raquel e B-Girl Taís conquistaram o primeiro e segundo lugar, respectivamente. Os finalistas disputarão a etapa nacional em São Paulo, neste domingo (3), ao lado de outros 28 b-boys e b-girls selecionados a partir das demais seletivas regionais, e os interessados em mergulhar na modalidade poderão acompanhar todas as emoções por meio da transmissão ao vivo no YouTube da Red Bull e no canal SporTV, a partir das 17h.

“O breaking me proporcionou conhecer diversas culturas por meio de viagens, me fez conhecer pessoas maravilhosas, me fez ser uma pessoa vista por outras e mudou completamente minha vida. Estou muito feliz por ganhar a Cypher Brasília pois, com essa vitória, tenho uma chance de tentar participar do Mundial e representar o Brasil”, conta Xandin.  

Continua após a publicidade

A competição

Neste ano, o evento que ocorre em mais de 30 países além do Brasil, marca a primeira edição após entrada oficial da modalidade no maior evento multiesportivo do mundo, e possibilitará que o público conheça os principais nomes da cena. No júri, grandes referências avaliarão os dançarinos brasileiros, como o B-Boy Pelezinho, lenda do breaking e figura presente na cena há mais de 20 anos; o B-Boy Neguin, colecionador de diferentes títulos mundiais; e a B-Girl FaB*Girl, dançarina, coreógrafa, pesquisadora e fundadora do BSBGIRLS, primeiro grupo nacional de breaking formado apenas por mulheres.

“Em cada Estado que passamos eu pude perceber, por meio do Breaking, a riqueza de toda uma cultura local expressa em diferentes corporeidades e de diferentes contextos. É incrível como nosso país é diverso e como cada região tem um traço ou característica muito particular. Tudo isso me inspira demais e me faz pensar em como somos potentes, que o mundo precisa ver esse Brasil. O Brasil é lindo demais!”, finaliza Fab*Girl. (Elysia Cardoso, Especial para O Hoje)

Veja Também