Sabores, cores, texturas e aromas do nordeste

Goiânia possui bons restaurantes que oferecem a verdadeira gastronomia nordestina, uma das mais marcantes do Brasil

Postado em: 27-10-2021 às 09h29
Por: Redação
Goiânia possui bons restaurantes que oferecem a verdadeira gastronomia nordestina, uma das mais marcantes do Brasil | Foto: Reprodução

Por Lanna Oliveira (especial para O Hoje)

A gastronomia é considerada por muitos o ponto de maior destaque de Goiás. Apesar de bem servido, o Estado abre portas para a culinária de outras regiões, e a comida nordestina tem seu espaço nos pratos dos goianos. A culinária nordestina foi formada através da influência portuguesa, indígena e africana. A mistura de sabores e temperos foi, aos poucos, sendo formado durante o período colonial. Na capital goiana já existe restaurantes dedicados a essa cultura e tem ganhado a cada dia que passa mais admiradores.

Com a chegada dos portugueses no início do século XV, e a forçosa imigração africana de diversas partes do continente, costumes, religião, cultura e ingredientes se misturam e formam a gastronomia marcante do nordeste.  Os pratos da culinária nordestina caracterizam-se pela presença marcante de temperos fortes e apimentados. Carne seca (carne de sol ou jabá), peixes e frutos do mar são presenças quase obrigatórias. Moqueca, vatapá, buchada de bode, acarajé, sarapatel e sururu são alguns exemplos típicos da região.

Continua após a publicidade

No café da manhã é comum a presença da tapioca feita com farinha de mandioca e o cuscuz feito com farinha de milho e leite. Como no nordeste é grande a produção de cana-de-açúcar, o melado e a rapadura são muito usados na elaboração de pratos doces. A aguardente também é muito consumida na região. As frutas tropicais (manga, caju, abacaxi, acerola, etc) são muito usadas na produção de compotas e também consumidas in natura. A canjica, que no Nordeste é feita com milho, é uma espécie de pudim, também muito consumida como sobremesa.

Parte da influência dessa imigração dos africanos e destaque da culinária nordestina é o dendezeiro, árvore que fornece os frutos para a produção do azeite de dendê. É importante ressaltar que os africanos escravizados vinham de diferentes regiões da África, cada qual com sua cultura e hábitos alimentares, o que diversificava ainda mais a culinária local. Invasores como os holandeses, franceses, ingleses e espanhóis e posteriormente japoneses, italianos e de outras partes do mundo também contribuíram para a riqueza de sabores nordestinos.

A região nordeste engloba nove Estados, que obviamente, se diferem em seus costumes: Sergipe, Ceará, Paraíba, Alagoas, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Maranhão, Bahia e Piauí. As maiores diferenças estão entre as cidades litorâneas e a caatinga, em função dos frutos do mar que se destacam no litoral e os pratos mais calóricos e apimentados do interior. Toda essa mistura de gostos, cores, texturas e aromas ganha restaurantes especializados em Goiânia que permite vivenciar essa experiência, mesmo que de longe.

Onde encontrar na Capital?

A mesa dos goianos tem, em sua maioria, o bom e velho frango com pequi, a pamonha, o quiabo e outras especiarias essencialmente goianas. Mas porque não experimentar culinárias de outras regiões? Para quem não tem medo de se aventurar nas comidas carregadas e saborosas do nordeste, é possível encontrar bons restaurantes que a servem. De carne de sol acompanhada de arroz, feijão verde e farofa à sarapatel e dobradinha, Goiânia oferece. Os nordestinos que aqui vivem agradecem a oportunidade de matar um pouco de saudade da sua terra.

Para quem vai começar o tour gastronômico nordestino pela cidade, o ideal é que comece pelo restaurante Carne de Sol 1008. Lá você encontra a carne de sol com ingredientes tipicamente da região. Para aqueles que querem experimentar a culinária raiz do nordeste a Cada do Mané é uma boa pedida. Com um ambiente agradável, boa música e pratos saborosos, eles oferecem um espaço decorado e familiar. O Piry Bar e Restaurante também é um destes que servem uma culinária mais típica, com dobradinha, baião de dois e apresentações ao vivo de forró.

Desde 1981, a Carne de Sol Caicó também é um dos representantes dessa cultura no Estado de Goiás. Localizado no Setor Marista, ele oferece um espaço arejado e um dá um ar caseiro para o sabor arretado do nordeste. Enfim, não faltam opções para experimentar o que tem de melhor na gastronomia nordestina.  Seja comendo acarajé, vatapá, sarapatel, caruru, maria isabel, arrumadinho, ou os doces mugunzá, sequilho com doce de leite, bolo de rolo recheado de doce de goiaba, pé de moleque, se esbalde nos sabores incríveis dessa região.

Veja Também