Sexta-feira, 03 de fevereiro de 2023

Fio a Fio: espetáculo sobre a poesia do envelhecer será apresentado pela primeira vez em Goiânia

Diretores e intérpretes do espetáculo, Giselle Rodrigues e Édi Oliveira, vão ministrar a 'Oficina de Improvisação'

Postado em: 07-01-2022 às 09h25
Por: Redação
Diretores e intérpretes do espetáculo, Giselle Rodrigues e Édi Oliveira, vão ministrar a 'Oficina de Improvisação' | Foto: Reprodução

Por Elysia Cardoso

O premiado espetáculo, que tece a poesia do envelhecer, será apresentado pela primeira vez em Goiânia. É sexta (14) e sábado (15), a partir das 19h, que os artistas Giselle Rodrigues e Édi Oliveira sobem ao palco do Teatro SESC para juntos emocionarem o público. A entrada é franca e terá tradução para Libras.

O curso dos anos impõe limites ao corpo, por isso envelhecer é tão paradoxal. Fio a Fio é sobre esse movimento do tempo, de acúmulos e perdas. Em cena, Giselle Rodrigues e Édi Oliveira, são criadores e intérpretes. O tema abordado na peça é resultado de pesquisa sobre processo de criação.

Continua após a publicidade

Segundo a coreógrafa, Giselle Rodrigues o espetáculo surgiu do desejo dela e do Édi de falarem sobre quando o corpo começa a não realizar atividades, que antes eram simples. “Meu próprio corpo é reflexo disso. Voltar a dançar, após 20 anos fora dos palcos, período em que atuei como diretora e coreógrafa, foi uma redescoberta e um aprendizado sobre esse novo corpo, que envelhece a cada dia”, complementa.  

No palco, elementos do teatro e da dança se fundem. A coreografia é ampliada pela oralidade. “Desde o princípio do processo, buscamos dar ênfase a uma composição que primasse pelo detalhe, pela sutileza e pela abordagem poética de pontos difíceis e até tabus sobre o processo de envelhecer”, explica Édi Oliveira.

Oficina

Os diretores e intérpretes do espetáculo, Giselle Rodrigues e Édi Oliveira, vão ministrar a “Oficina de Improvisação”. A capacitação é gratuita e vai acontecer no sábado (15) das 9h às 12h, na sala de Dança II, 2º andar – SESC (Centro). Podem participar bailarinos, estudantes e/ou profissionais.  O encontro, que é uma oportunidade de troca de experiências, terá intérprete de Libras. Envie um e-mail para [email protected] e faça a sua inscrição. Esse projeto é realizado com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal

Histórico

Fio a Fio estreou em outubro de 2015 no Teatro SESC Garagem, em Brasília. No ano seguinte participou de dois festivais no Brasil: Festival Brasileiro de Teatro – XVIII Edição (RJ) e o Cena Contemporânea – Festival Internacional de Teatro de Brasília (DF). Participou, ainda em 2016, da Mostra Prêmio SESC do Teatro Candango, na qual foi premiado em seis categorias: melhor espetáculo, melhor direção e melhor atriz, entre outras.

Em agosto de 2017, participou como convidado, da XVI Edição do Festival de Danza Contemporânea de Costa Rica e do Festival do Teatro Brasileiro em Belo Horizonte (MG). Em 2018 foi contemplado pelo Edital de Teatro da Petrobras Distribuidora tendo circulado por três estados brasileiros, Ceará, Tocantins e Rio de Janeiro, finalizando em Brasília. Em novembro de 2018 participou como convidado do XI Festival Danza en la Ciudad, em Bogotá, Colômbia.

Veja Também