A identidade brasileira: A série “Sambabook” apresenta a obra de nomes importantes da música

Com mais de 50 anos de carreira, Martinho da Vila é homenageado pelos cantores Paulinho da Viola, Ney Matogrosso e Elza Soares

Postado em: 28-01-2022 às 10h01
Por: Lanna Oliveira
Com mais de 50 anos de carreira, Martinho da Vila é homenageado pelos cantores Paulinho da Viola, Ney Matogrosso e Elza Soares | Foto: Reprodução

Hoje, sexta-feira, o fim de semana bate à porta e alguns aguardam ansiosamente para viver intensamente a vida noturna da capital. Mas há aqueles que preferem usar os dias de folga para curtir um cinema, uma série ou um filme. Este grupo está bem servido com as novidades que chegaram ao streaming do Itaú Cultural. Entre as estreias, a plataforma acrescenta em seu catálogo a série ‘SambaBook’ dedicada à obra de importantes nomes da música brasileira: João Nogueira, Martinho da Vila, Zeca Pagodinho, Dona Ivone Lara e Jorge Aragão. 

A partir de hoje a plataforma de streaming do cinema e audiovisual brasileiro Itaú Cultural Play volta a ampliar o seu catálogo com mais de uma dezena de produções. O destaque fica por conta da estreia da série ‘SambaBook’, com filmes musicais que homenageiam cinco das principais referências do samba.  Com acesso gratuito, a plataforma dedicada ao cinema brasileiro é acessível para dispositivos móveis IOS e Android, e pode ser acessada também pelo site itauculturalplay.com.br.  

Lançada em 19 de junho de 2021, dia da celebração do cinema brasileiro, a Itaú Cultural Play começou com um catálogo formado por 135 títulos dos 26 estados brasileiros e o Distrito Federal. Constantemente ampliado desde então, já ultrapassou a marca de 200 filmes disponíveis, entre ficção, documentários, séries documentais e de ficção, animações para crianças e para adultos, produções experimentais, entrevistas, palestras, curtas e longas-metragens.  

Continua após a publicidade

Um dos ritmos musicais mais populares do País, o samba ganha espaço na Itaú Cultural Play essa semana com a série ‘SambaBook’. Com direção de Afonso Carvalho, as obras de João Nogueira, Jorge Aragão, Dona Ivone Lara, Martinho da Vila e Zeca Pagodinho são revisitadas por amigos e familiares dos artistas, que relembram histórias e revivem canções compostas ou eternizadas por estes nomes referenciais do estilo. Isso se faz importante para a música nacional, para que entenda-se como chegamos ao que vemos hoje na música popular brasileira.

O filme musical dedicado a João Nogueira reúne um time de bambas que regravou clássicos eternizados na voz do artista, como ‘Espelho’, resgatando a importância do seu legado. A produção conta com as participações do filho do sambista, Diogo Nogueira, e de artistas como Alcione, Arlindo Cruz e Beth Carvalho. Com mais de 50 anos de carreira, Martinho da Vila é também homenageado no material com o registro de um grande encontro realizado para celebrar sua obra. Com a participação de convidados como Paulinho da Viola, Ney Matogrosso e Elza Soares, o filme intercala apresentações ao vivo e depoimentos do cantor e compositor carioca. 

Um dos responsáveis por mudar a forma de fazer samba, Zeca Pagodinho tem sua música festejada na produção por meio de 24 artistas, entre os quais estão Gilberto Gil, Jorge Bem Jor e Arlindo Cruz. No filme estão regravações de clássicos de sua carreira, como ‘Faixa Amarela’ e ‘Não sou mais disso’. Dona Ivone Lara, uma das compositoras e intérpretes pioneiras no samba, também tem sua música presente no ‘Sambabook’. Na série, artistas como Maria Bethânia, Criolo, Elba Ramalho, Teresa Cristina e outros nomes da música brasileira interpretam composições da homenageada, que foi a primeira mulher a integrar a ala dos compositores da escola de samba Império Serrano.  

A produção que fecha a série é dedicada ao cantor e compositor Jorge Aragão, considerado um dos maiores poetas do samba e autor de sucessos como ‘Vou festejar’ e ‘Coisinha do pai’. Artista que ficou conhecido a partir dos anos 1970, quando Elza Soares gravou sua composição ‘Malandro’, Aragão tem sua obra celebrada por meio da interpretação de artistas como Emicida, Maria Rita, Lenine e Seu Jorge, entre outros. A série é um mergulho na cultura brasileira e uma viagem pela história de alguns daqueles que formaram a identidade cultural do Brasil.

Veja Também