Protagonista de ‘Amor dos Outros’, Júlia Horta fala sobre estreia na TV e trabalhos no audiovisual

Brasiliense, que tem 15 anos de carreira, fala desse trabalho na TV, além de teatro e do seu curta

Postado em: 01-02-2022 às 08h58
Por: Redação
Brasiliense, que tem 15 anos de carreira, fala desse trabalho na TV, além de teatro e do seu curta | Foto: Chico Rasta

Por Elysia Cardoso

Com uma carreira de 15 anos, a atriz Júlia estreia na TV como protagonista na série ‘Amor dos Outros’ do CineBrasilTV, dirigida por Alexandre Mello. Julia dá vida a Sandra, personagem que faz casal com o ator Vandré Silveira, (o Eurípedes), e sonha em ter a sua casa própria. Eurípedes então volta a trabalhar como caminhoneiro para juntar mais dinheiro e Sandra arruma um emprego de camareira em um motel, mas mente para ele e diz que conseguiu um trabalho na cantina da escola.

“Ela acaba virando camareira de motel de beira de estrada, no interior do Nordeste, pois vê como um modo de ajudar o marido Eurípedes (Vandré Silveira), a conquistarem juntos, o sonho da casa própria. Porém, esconde a real profissão, por medo da reação dele e também por suas crenças religiosas. A partir disso, a história se desenrola com as confusões criadas por ela, tentando esconder sua realidade, porém, podendo acabar com seu casamento”, detalha a atriz.

Continua após a publicidade

Sobre as gravações, a artista fala das saudades, aprendizado e das amizades que fez no set. “Gravei com todo o elenco. O Vandré Silveira, que faz meu marido Eurípedes, foi um presente. Ele me ensinou muito, pois já trabalha na TV há muitos anos, eu brinco que o Vandré me mostrava a luz literalmente, às vezes ele me mexia no enquadramento para que a melhor luz chegasse em mim. O André Ramiro, que faz Adílio, um faz tudo do motel, sinto que a nossa amizade foi muito próxima a trajetória da amizade dos dois na série. A Michele, melhor amiga da Sandra, interpretada pela Catarina Saibro. Catarina, eu conheci no prêmio Multishow de Humor 2017, ela me indicou para o teste da Sandra”, lembra a artista.  

Júlia tem 30 anos, sendo 15 deles dedicados à cultura. Formada em Interpretação Teatral na Universidade de Brasília, ela largou a faculdade de Direito para trabalhar com cultura. “Era diferente a animação de um curso para o outro. Quando comecei na UNB, ainda cursava Direito em uma universidade privada. Daí, fui convidada para fazer comédia com o grupo TPM (Teatro Para Mulheres) e entendi que meu caminho era no teatro e, assim, desisti das leis e passei a me dedicar a área”, conta.

Poucos anos após se formar, Júlia foi convidada a participar do ‘Prêmio Multishow de Humor’ e, desde então, passou a conciliar trabalhos teatrais e na televisão. Em 2019, indicada por Catarina Saibro (com quem participou do Prêmio Multishow de Humor e que faz parte do elenco de ‘Amor dos Outros’), fez e passou no teste para Sandra, de ‘Amor dos Outros’.

“Fiz uma leitura com a produção e o Alexandre (Mello, diretor), eu já estava escalada para o papel, e quando fomos ler, vi que Sandra estava em muitas cenas e soube que ela era a protagonista. E aí eu entendi: meu primeiro papel na TV seria com uma personagem principal. Deu um grande frio na barriga (rs)”,  assume.

Um dos trabalhos mais conhecidos de Júlia na web é o curta ‘BIFURCAMETRAGEM’, onde além de dirigir, ela assina o roteiro e atua. “O curta foi um curta interativo lançado em 2020 no Youtube e selecionado no Rio Web Fest. É um filme, tipo um videogame só que com atores e narrativas. O público vai selecionando a partir de decisões da personagem e assim a história caminha. É comédia e ação, é divertido e surpreendente por ser um brinquedo pro espectador. A história começa com uma mulher que encontra uma arma e tudo que acontece depois é consequência de um tiro acidental”, explica.

Atualmente, além de ‘Amor dos Outros’, Júlia dirige uma peça que já passou em cinco festivais online e caminha para sua montagem presencial em 2022. Se trata do solo teatral ‘Vamo acelerá essa festinha’, escrito e interpretado pela atriz Katerina Amsler.

Veja Também