Produção criativa: Residência Literária gratuita abre inscrições para escritores e publicadores

Processo seletivo vai identificar 14 bolsistas interessados em aprimorar a escrita e em produzir livros

Postado em: 22-02-2022 às 10h18
Por: Redação
Processo seletivo vai identificar 14 bolsistas interessados em aprimorar a escrita e em produzir livros | Foto: Ângela Macário

Por Elysia Cardoso

O Jardim Livraria e a NegaLilu Editora promovem uma Residência Literária para escritoras e escritores e para publicadores e publicadoras de Goiás. Com apoio da Lei Aldir Blanc, as inscrições seguem até 21 de março de 2022. O processo seletivo vai identificar 14 bolsistas interessados em aprimorar a escrita e em produzir livros com alta qualidade criativa.As inscrições estão sendo realizadas pelo link: (www.negalilu.com.br)

A coordenadora do processo seletivo para a Residência Literária, Larissa Mundim, apresentou o edital durante a primeira live com publicadoras e publicadores independentes, transmitida pelo Facebook e Youtube, nos canais NegaLilu Editora e O Jardim. Para abrir a programação, a livraria convidada Ricardo Rodrigues, editor da Experimentos Impressos (RS), e as idealizadoras da Phonte 88 (MG), Circe Clingert e Thyana Hacla.

Continua após a publicidade

O programa prevê a realização de 12 lives para a apresentação do trabalho de 24 publicadoras e publicadores independentes, organizados em editoras, coletivos, selos literários ou com carreira solo. “Nestas rodas de conversa, também teremos a oportunidade de conhecer o processo criativo destes publicadores para livros e zines disponíveis n’O Jardim”, conta Larissa Mundim, que é curadora deste acervo. O Jardim é a livraria mantida pela NegaLilu Editora, a única em Goiânia dedicada à circulação da produção gráfica e literária independente.

O evento on-line também foi o momento de lançamento da loja virtual: (www.ojardim.com.br). O site estreou comercializando livros especiais e zines de mais de 50 editoras independentes espalhadas pelo Brasil, disponíveis na loja física, localizada no Setor Sul, em Goiânia. A partir de abril, o mix de produtos passa a incorporar as artes gráficas também. Segundo Mundim, este é o embrião para a criação de um marketplace dedicado à circulação da produção gráfica e literária independente.

Residência Literária

Cidinha da Silva, Paulliny Tort e Tino Freitas são os escritores convidados para o Eixo Escrita da Residência Literária d’O Jardim. Em cursos on-line de 8 horas, divididas em quatro encontros, cada um vai propor aos sete residentes estratégias e estímulos para a escrita de conto, crônica e romance ficcional. “Este trabalho de imersão visa qualificar a prosa literária produzida em Goiás. Nosso plano é preparar novas autoras e novos autores para premiação nacional”, afirma Mundim.

Já no Eixo Produção, outros sete residentes (entre editores, designers, produtores gráficos, artistas gráficos) serão selecionados para cursos voltados para a criação do livro enquanto objeto. Para isso, o projeto reúne Suryara Bernardi (ilustradora), Paulo Verano (editor), Laura Del Rey (designer gráfico e diretora de arte) e Lilia Góes (produtora gráfica).

Em quatro cursos de 6h, estes profissionais vão trazer informações técnicas e consultoria para a concepção e publicação de uma antologia, composta por contos produzidos no Eixo Escrita, com tiragem de 300 exemplares e conversão para e-book. A coordenação editorial deste processo editorial é de Larissa Mundim.

A residência literária também conta com o Eixo Leitura, que prevê a realização de quatro rodas de leitura comentada: dois romances e duas coletâneas de contos publicados por editoras independentes. Esta atividade é aberta ao público em geral e será conduzida pela professora Bel Ramos.

Veja Também