Sábado, 04 de fevereiro de 2023

Carol Amorim é mulher de destaque na gastronomia goiana e conta sobre os desafios da profissão

Carol Amorim vive no mundo da culinária desde criança e ele se tornou sua grande paixão

Postado em: 09-03-2022 às 09h07
Por: Redação
Carol Amorim vive no mundo da culinária desde criança e ele se tornou sua grande paixão | Foto: Reprodução

Por Elysia Cardoso 

Quem disse que lugar de mulher é na cozinha? Lugar de mulher é onde ela quiser. Em restaurantes de alta gastronomia, o comando pertence aos homens, o que torna um desafio para as mulheres. A Chef Carolina Amorim se destaca entre as profissionais da área, há mais de dois anos ela comanda a cozinha de um dos mais renomados restaurantes goianos, o Kabanas.

Em ‘Os donos e as donas da cozinha’, Lívia Barbosa argumenta que “homens e mulheres, desde que o mundo é mundo, sempre estiveram presentes nas cozinhas e envolvidos no preparo de alimentos. Mas sempre estiveram em cozinhas diferentes. As mulheres nas cozinhas das casas, e os homens nas cozinhas das ruas. Ou seja, mulheres cozinhavam e cozinham para a família. Homens, cozinhavam e cozinham para pessoas estranhas em restaurantes, castelos e palácios de governo. Os homens sempre foram chefs e as mulheres, cozinheiras”.

Continua após a publicidade

Com a realidade um pouco mais igualitária Carolina se sobressai no comando da cozinha,com sua determinação, dedicação e profissionalismo, proporcionando um cardápio exclusivo para quem aprecia uma boa culinária. A chef que se apaixonou pela culinária desde os oito anos de idade, traz na bagagem experiências na Europa e diversos cursos que trazem uma ampla visão além da gastronomia, como gestão e atendimento. Para ela: “chefiar uma cozinha é a arte de cuidar.  A arte de servir e encantar as pessoas”.

Em entrevista ao Essência, Carolina exalta sua paixão e preferência pelos sabores da gastronomia brasileira. “É minha especialidade, gosto muito de fazer a exaltação de elementos brasileiros com técnicas da alta gastronomia. Faço releituras, gosto sempre de mesclar, mesmo que não use um ingrediente do nosso terroir eu busco dar uma ‘abrasileirada’ sempre. Essa é a parte que mais gosto”, conta. 

Força da profissão 

Além da paixão pela culinária, Carolina faz uma reflexão sobre o outro lado da profissão que requer muito esforço e dedicação. “Os desafios se relacionam ao tanto que o restaurante te absorve em questão de tempo. Você fica mais tempo dentro do restaurante, no meu caso tenho uma folga na semana e também não tenho disponibilidade aos finais de semana como a maioria das pessoas tem. Para o cotidiano isso é um pouco fora dos padrões, é um estilo de vida um pouco diferente. Se não tiver amor, paixão ou carinho pela profissão é difícil justificar toda essa doação”, conta Amorim. 

Para as mulheres que desejam ser profissionais na área de gastronomia, a Chef Carolina manda um recado. Dedicação, conhecimento com cursos na área de capacitação como economia são pontos chaves que ela enumera. “Temos um cenário mais confortável do que na época que comecei, várias mulheres em destaque na culinária. É uma profissão que tem suas dificuldades e suas belezas”, relata. 

Carolina acrescenta que as mulheres que sonham com o comando de grandes cozinha devem ter consigo que a culinária profissional não é apenas questão de gostar de cozinhar. “Chefe de cozinha é um cargo, é diferente. Não se sai de uma faculdade Chef de cozinha. O reconhecimento vem na ́ prática. É muito importante trazer o simples e se desfocar do glamour. No dia a dia a nossa realidade é outra. O restaurante é como o teatro, todo dia um público diferente que espera ser cativado de formas diferentes”, finaliza. 

Para quem quiser apreciar a culinária da chef Carolina no restaurante Kabanas, o restaurante traz como especialidade a cozinha internacional e conta com mais de 440 rótulos na carta de vinhos. Está localizado no Pólo Gastronômico do Shopping Flamboyant e funciona de segunda a domingo entre 11h às 00h.

Veja Também