Com o sucesso da 1ª sessão de ”Onde tá o pobre, tá o ‘probrema” , Fidelis Falante abre mais um horário

Postado em: 17-06-2022 às 09h21
Por: Lanna Oliveira
Com vídeos no YouTube, no Instagram e alguns shows antes da pandemia, Fidelis Falante constrói sua carreira com carisma | Foto: Divulgação

Levar alegria para o público define a carreira do comediante e influenciador digital Fidelis Falante. Seja com seus vídeos onde relata a diferença do rico e do pobre, seja em seus Storys no qual mostra seu dia a dia com bom humor, ele arranca risadas. Agora o artista dá continuidade ao seu projeto de Stand Up Comedy, mas desta vez em um projeto solo. Será no palco do Teatro PUC, no domingo (19), às 18h e 20h (sessão extra), que ele apresenta histórias inéditas. O show ‘Onde tá o pobre tá o pobrema’, produzido pela Cultura do Riso, promete.

Com vídeos no YouTube, no Instagram e alguns shows antes da pandemia, Fidelis Falante tem construído sua carreira no humor com carisma. Com a pandemia ele investiu em vídeos curtos para suas redes sociais e tem colhido resultados positivos. Mas como falar das diferenças do rico e do pobre, sobre ser goiano e sua convivência com outros artistas pode ser engraçado? Sim, é engraçado e Fidelis pode provar. Entre seus quadros de maior sucesso estão ‘Gardenas Bar’ e o ‘Perguntas e Respostas’ com a sua mãe, estes geraram grande repercussão.

Com personagens ou de cara limpa, acompanhado ou não, os seus vídeos são reflexos das suas observações, de como ele imagina a vida e de suas próprias experiências. E por falar em experiências, não se engane ele também já passou por diversas situações engraçadas de pobre. “Nossa senhora, já peguei o ônibus errado com a última passagem que tinha. Já deixei de pagar conta pra poder ir pra um barzinho”. Essas são só algumas situações engraçadas que ele já viveu e não tem vergonha nenhuma de falar.

“Eu observo, imagino, falo sobre, se acho engraçado decido fazer. Graças a Deus tem dado certo”, diz Fidelis sobre seu processo criativo. Além dos vídeos, seus bordões também fazem muito sucesso, um dos mais reproduzidos é ‘onde tá o pobre, tá o pobrema’. “Um dia fui pra praia e estava previsto sol, quando eu cheguei caiu uma chuva. Aí eu falei no Instagram a frase e a galera começou a postar e me marcar. Quando eu vi, todo mundo que me via gritava ‘onde tá o pobre”, relembra.

Sua maior inspiração é a vida, as pessoas, seus amigos, estes que ele revela fazerem mais bagunça fora das câmeras. Assim, ele tem alegrado os dias das pessoas com seus vídeos e mostrado que a simplicidade tem seu valor em qualquer lugar ou situação. E ainda tem muita coisa nova por vir. “Ainda não posso contar, mas uma delas que posso adiantar é a estreia do meu show solo no começo do ano que vem em Goiânia. Estou feliz demais e bem ansioso para chegar logo”, finaliza.

Compartilhe: