Cirurgião plástico explica processo de Lipoaspiração

A influenciadora digital Camila Loures se submeteu ao procedimento, retirando quase 8 litros de gordura

Postado em: 19-07-2022 às 09h20
Por: Lanna Oliveira
A influenciadora digital Camila Loures se submeteu ao procedimento, retirando quase 8 litros de gordura | Foto: Reprodução

Se olhar no espelho e gostar do que vê é uma busca incessante, principalmente nos dias de hoje. Procedimentos estéticos e intervenções cirúrgicas ganham espaço, estabelecendo assim, um padrão a ser seguido. Na contramão disso, o médico cirurgião plástico Fernando de Nápole enfatiza a importância de alcançar um resultado natural, exaltando as particularidades de cada paciente. Um exemplo disso é a lipoaspiração de coxa, procedimento que existe especificações e indicações, mas que hoje é banalizada, o que gera uma série de percalços.

A remoção de gordura localizada está entre os procedimentos estéticos mais realizados no Brasil. A técnica pode ser feita em partes específicas do corpo como no caso da lipoaspiração nas coxas. “Inicialmente é preciso ter em mente que a técnica não é indicada para emagrecimento, visto que há um limite de retirada de gordura que varia entre 5 e 7% do peso ideal do paciente”, revela o médico Fernando de Nápole. Dessa forma, a técnica torna-se bastante personalizada às necessidades individuais.

O cirurgião revela ainda que é preciso estar atento às indicações do procedimento. “A principal indicação do procedimento é para pessoas que não alcançam a definição desejada do corpo mesmo com uma alimentação adequada e uma rotina de exercícios e para quem tem excesso de gordura nessa região devido a predisposição genética”, diz. Assim, a lipo viabiliza a retirada do tecido adiposo atuando para um contorno corporal mais definido, ela pode ser realizada sozinha ou associada a outras técnicas.

Continua após a publicidade

A influenciadora digital Camila Loures se submeteu ao procedimento. Ela tinha uma doença vascular progressiva que causa dor e sensação de queimação nos locais de acúmulo de gordura, além de hematomas e desconforto ao toque. Segundo Isabela Viegas, sócia da clínica JK Estética Avançada, o problema de Camila é bem comum. “A Lipedema é uma síndrome gordurosa dolorosa, mais comum do que pensamos. A Camila estava no estágio 2, com a superfície cutânea irregular, com ondas, a chamada pele casca de laranja. Além de nódulos que podem ter o tamanho do punho. Ela fez lipo nas coxas e pernas, foi retirado quase 8 litros de gordura apenas nessas áreas”.

Fernando diz que o procedimento costuma ser rápido e simples, durando cerca de 2 horas. “Normalmente, o paciente é submetido a uma anestesia local e cânulas finas são utilizadas na área indicada, visando sempre um resultado uniforme e simétrico. Assim que já estiver se sentindo melhor da anestesia, o paciente pode voltar para casa utilizando uma cinta compressiva”. É indicado que se faça um repouso durante 3 dias. Após esse prazo, é possível retornar às suas atividades diárias, como dirigir, exercícios físicos apenas um mês depois. Na recuperação da lipo de coxas pode haver dor, aumento de volume, e pequenos ferimentos após o procedimento. Os resultados finais serão notados em aproximadamente três meses. “Embora as células de gordura sejam removidas permanentemente da área tratada com o procedimento, é importante notar que a lipoaspiração não previne ganho de peso. Para manter os resultados do procedimento, é importante ter hábitos saudáveis de dieta e atividade física”, finaliza o cirurgião plástico Fernando de Nápole.

Veja Também