Programa virtual ‘Bem Bahia’ apresenta nuances do nordeste

A Casa do Hip Hop Bahia é um centro de formação e produção cultural para artistas da cultura hip hop

Postado em: 21-07-2022 às 08h57
Por: Lanna Oliveira
A Casa do Hip Hop Bahia é um centro de formação e produção cultural para artistas da cultura hip hop | Foto: Divulgação

O mundo globalizado potencializou as possibilidades de conhecermos a história cultural de qualquer lugar, mesmo que de longe. Parte desse processo e com o intuito de dar visibilidade a iniciativas culturais, o programa ‘Bem Bahia’ desta quinta-feira (21) visita a Casa do Hip Hop no Centro Histórico de Salvador. A programação inédita vai ao ar todas às quintas-feiras, às 22h, com reprises às sextas-feiras, às 19h, e aos domingos, às 18h30 pelo site tve.ba.gov.br/tveonline.

O programa ‘Bem Bahia’ é uma inciativa que valoriza a cultura baiana e nos dá a oportunidade de conhecer as nuances dessa região. O foco desta semana é a história de um grupo de Samba de Roda de Santo Amaro, a Casa do Hip Hop e ainda o hit ‘Disco Arranhado’ da cantora baiana Malu, em Vitória da Conquista. As edições podem ser vistas por meio digital e o embarque nessa viagem ao mundo chamado Bahia torna-se mais fácil. Além do programa cultural, no site você pode conferir canais educativos e rádio.

A Casa do Hip Hop Bahia, visitada pela edição desta quinta-feira (21) é um centro de formação e produção cultural para artistas da cultura hip hop, e jovens negros que desenvolvem artes em suas comunidades. O espaço, localizado no Centro Histórico de Salvador, foi inaugurado em novembro de 2021 estimulando a formação e produção de artistas, na perspectiva de contribuir com a superação das desigualdades socioculturais e raciais.

Continua após a publicidade

Já o grupo de Samba de Roda Raízes de Santo Amaro traz uma história rica e preciosa. O grupo foi criado pela sambista Dona Nicinha, no município de Santo Amaro, e que já percorreu oito países europeus e um na África. O estilo musical nasceu das festas de terreiros realizadas no Recôncavo Baiano, durante os anos de 1860, com o objetivo de preservar o legado do povo negro escravizado. O samba de roda é uma forte manifestação cultural e poética, que mistura música, tradição e dança. Natural de Vitória da Conquista, a cantora Malu, de 19 anos também está na edição desta semana do programa. Ela virou sucesso nacional cantando o hit ‘Disco Arranhado’, música composta por Tierry em 2017. A cantora possui mais de cinco milhões de ouvintes mensais nas principais plataformas de streaming. A música entrou no repertório sem grandes pretensões e foi colocada no contexto de quem vive viajando e sente saudade da família, além de homenagear os caminhoneiros e empoderar as mulheres.

Veja Também