Sexta-feira, 03 de fevereiro de 2023

Marco no modernismo brasileiro

A Semana de Arte Moderna de 1922 foi um dos momentos artísticos mais relevantes da história do País e as celebrações dos cem anos da data continuam na Agenda Tarsila

Postado em: 22-11-2022 às 09h45
Por: Luan Monteiro
A Semana de Arte Moderna de 1922 foi um dos momentos artísticos mais relevantes da história do País e as celebrações dos cem anos da data continuam na Agenda Tarsila. | Foto: Reprodução

A Semana de Arte Moderna de 1922 foi um dos momentos artísticos mais relevantes da história do País e as celebrações dos cem anos da data continuam. A Agenda Tarsila em parceria com a Casa Mário de Andrade inicia um novo curso nesta semana, ‘Modernismo e Identidade Nacional’. Os encontros online e gratuitos são dedicados aos interessados em Brasil, Cultura e Língua Materna que relacionam os principais argumentos linguísticos, identitários e culturais desde o Modernismo brasileiro até o nosso mundo contemporâneo.

A Agenda Tarsila continua a programação iniciada em setembro de 2021 para celebrar os cem anos da Semana de Arte Moderna de 1922. A plataforma indica eventos no Brasil e no mundo sobre o movimento modernista e incentiva, de forma gratuita, a busca do público por um relacionamento mais estreito com a história da arte do País. Assim, ‘Modernismo e Identidade Nacional’, com mediação de Marcos Pompéia, é realizado sempre às terças-feiras, a partir desta terça-feira (22) e segue até o dia 13 de dezembro, das 19h às 21h, via zoom. 

A plataforma já conta com mais de 933 eventos que celebram um dos momentos mais importantes da arte no Brasil. Conta com entrevistas, vídeos exclusivos, linha do tempo especial sobre os modernistas e eventos culturais para quem deseja se aprofundar ainda mais no tema. Os artistas que fizeram parte desse momento e estão com suas histórias também no site: Anita Malfatti (1889-1964); Mário de Andrade (1893-1945); Oswald de Andrade (1890-1954); Graça Aranha (1868-1931); Victor Brecheret (1894-1955); Plínio Salgado (1895-1975); Menotti Del Picchia (1892-1988); Guilherme de Almeida (1890-1969); Heitor Villa-Lobos (1887-1959); Di Cavalcanti (1897-1976).

Continua após a publicidade

Sobre a Agenda Tarsila

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo lançou, em setembro do ano passado, a Agenda Tarsila, um braço fundamental do projeto ‘Modernismo Hoje’, concebido pela pasta para celebrar o legado da Semana de Arte Moderna de 1922. A iniciativa é um guia especial e único sobre a temática. Além de acompanhar a programação, o público poderá conferir a história do movimento modernista.

Além de curiosidades, galerias de fotos, entrevistas exclusivas com familiares, artistas contemporâneos e pesquisadores dos principais personagens que lançaram tendência no Movimento Modernista. O projeto também disponibiliza conteúdo nasCafeteria redes sociais (Instagram, Twitter, Facebook, TikTok e Youtube) com diversas novidades envolvendo o centenário. Toda a gestão e produção da Agenda Tarsila é realizada pela Organização Social Amigos da Arte.

Veja Também