Sexta-feira, 27 de janeiro de 2023

Leandro Araújo sua exposição intitulada ‘Chamariz’

O artista explora intersecções entre sons e imagens para gerar diferentes texturas, cores e ruídos

Postado em: 30-11-2022 às 13h18
Por: Redação
O artista explora intersecções entre sons e imagens para gerar diferentes texturas, cores e ruídos. | Foto: Reprodução

O artista e designer Leandro Araújo realiza entre os dias 1º e 20 de dezembro a instalação ‘Chamariz’, que integra seu projeto ‘(En)canto quando Coisa’, contemplado pelo Fundo de Arte e Cultura (FAC), operacionalizado pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult Goiás).

‘Chamariz’, montada no IFG campus Goiânia, no setor Central, é composta por imagens e peças sonoras, em que os cantos dos pássaros no ambiente urbano são condutores de outras escutas e percepções frente à complexidade das cidades contemporâneas.

Leandro Araújo, que possui formações em Artes Visuais, Engenharia da Computação e Arte Sonora, materializou a instalação ‘Chamariz’, provocado pela poesia de Manoel de Barros. Como fonte de investigação artística, ele percorre áreas públicas da Capital para perceber e sentir a paisagem e seu entorno, tendo os cantos dos pássaros como direcionadores de suas escutas.

Continua após a publicidade

A partir de dados visuais e sonoros dos materiais coletados e utilizando programas por ele desenvolvidos, o artista explora intersecções entre sons e imagens para gerar diferentes texturas, cores e ruídos, dentre outras percepções. Os resultados são apresentados por meio da instalação artística.

De acordo com Leandro, o apoio do FAC, por meio do edital de Fomento aos Novos Artistas, “foi de fundamental importância para o desenvolvimento de um projeto desta dimensão, contemplando desde as etapas iniciais de pesquisa e experimentação artística até a realização da exposição e da oficina”.

O artista acrescenta ainda que percebe carência de ofertas de cursos e oficinas que envolvam arte e tecnologia. “É uma oportunidade para que essas pessoas possam conhecer as potencialidades do uso da programação como ferramenta para criações visuais e/ou sonoras”, reforça.

A iniciativa também conta com oficina gratuita de Introdução à Programação Criativa, nos dias 10 e 17, das 8h às 12h, no mesmo local da exposição. As inscrições estão encerradas e foram feitas via edital, disponível no site da proposta.

Veja Também