Pop rock goiano é celebrado nesta terça-feira

Evento reúne algumas canções do estilo, produzidas em Goiás, nos últimos 20 anos

Postado em: 24-04-2018 às 06h00
Por: Sheyla Sousa
Evento reúne algumas canções do estilo, produzidas em Goiás, nos últimos 20 anos

GABRIELLA STARNECK*

Para quem é fã de pop rock, Goiânia tem uma novidade: noite de festa e muita música para lembrar os 20 anos do estilo musical produzido em Goiás – essa é proposta do Pop Rock Goiânia – 20 Anos, realizado nesta terça-feira (24), no Teatro Sesi. O evento reúne sete atrações, dentre vocalistas e representantes de bandas desse estilo musical, que marcaram época juntamente com novos nomes, que entoarão seus maiores sucessos executados em rádios e eventos da cidade.

Continua após a publicidade

Nomes como Anderson Richards, da banda Mr Gyn; Fabiano Olinto, Casa Bizantina; Dante Ventura, da Guetsu; Domis Wagner, do Projeto Supernova; Paulo Rorato, Cadillac Cassino; Cejane Verdejo e Nila Branco integram a programação. Segundo a idealizadora e coordenadora do Pop Rock Goiânia – 20 Anos, Nila Branco, “o evento objetiva celebrar e fortalecer o cenário do pop rock produzido na Capital, apresentando ao público uma cena musical forte”, que agora mostra, em uma só ‘tacada’, suas raízes e seus frutos.

Evento

O Pop Rock Goiânia – 20 Anos, foi criado pela cantora Nila Branco em uma parceria com o projeto Terça No Teatro, do Teatro Sesi: “Foi uma ideia que tive no ano passado vendo a data de lançamento do meu primeiro CD, que aconteceu em 1998. Quando parei para pensar, percebi que em 2018 fazia 20 anos que o pop rock  goiano ganhava força e destaque em Goiás. Eu fui uma das primeiras cantoras a ganhar relevância com esse estilo, embora não tenha sido a primeira. Mas, quando lancei meu CD, não tinha quase nada desse gênero musical na Capital, só algumas bandas que tocavam em casas de shows”, afirma Nila.

A cantora conta que, em princípio, a ideia era fazer o evento no formato de uma festa, em outro espaço e com venda de ingressos. Contudo, por alguns motivos, como a própria burocracia, não deu certo. Mas Nila destaca um aspecto positivo: o fato de a entrada ao Teatro Sesi ser acessível. “Eu achei bacana quando surgiu o convite formal do Sesi, porque é um projeto financiado com dinheiro público, e não há nada mais justo do que as pessoas não pagarem por isso”, afirma a artista. 

Embora a estrutura seja em um formato diferente da ideia central, já que o show será realizado em um teatro, Nila destaca que o principal intuito do projeto será mantido: “Mostrar de fato o que precisa ser mostrado” – ou seja, o cenário do pop rock goiano. “Alguns dos nomes que serão homenageados não poderão comparecer ao evento. Entretando, de uma forma ou outra, todos serão lembrados”. A cantora ainda lamenta que, por causa do tempo enxuto, não foi possível chamar todos os cantores e bandas desse cenário para a apresentação, mas garante que, se houver outras edições, essas figuras serão convidadas. 

Programação

Nos moldes dos shows realizados no começo da década de 2000, que reuniam grande público – e que certamente permanece na memória afetiva dos fãs do pop rock –, a proposta do evento é montar uma boa estrutura de palco e apresentar as melhores canções do gênero musical.  Uma banda base, formada pelos músicos Leandro Carvalho (violões/guitarras/vocais), Guilherme Bicalho (teclados), J.Júnior (baixo elétrico), Marcelo Borges (violões) e Cristiano Leite (bateria), vai acompanhar os vocalistas da cena do pop rock goiano. Serão apresentadas 20 músicas durante o evento. 

O Pop Rock Goiânia – 20 Anos também contará com uma feira de produtos com camisetas, CDs e DVDs que foram produzidos nestas duas décadas e que contam um pouco da história do pop rock goiano. O evento ainda traz lançamentos e uma pequena exposição de objetos, cartazes e figurinos, dando um tom vintage à noite. Nila afirma que, dependendo do retorno do público, da mídia e da participação de outras bandas que forem prestigiar, a ideia é fazer novas edições do projeto, diversificando os artistas.

Atrações

O Pop Rock Goiânia – 20 Anos traz grandes nomes do gênero que marcaram os anos 2000. A banda Mr. Gyn, por exemplo, foi formada em 1997, em Goiânia, e ganhou destaque não apenas local, mas nacional – principalmente com a música Minha Juventude, lançada em 2003. Outros hits de destaque do grupo são Sonhando, A Minha Paz, Por quê? e Coisa de Brasileiro.

Outro artista de destaque que sobe ao palco do Sesi é Paulo Rorato, da banda Cadillac Cassino, formada em 1999 na Capital. O grupo conquistou um público cativo com suas canções. Nila Branco é outro destaque da noite. A cantora começou sua carreira, em Goiânia, tocando em bares e clubes. O reconhecimento nacional veio com a música Diversão, que fez parte da trilha sonora novela Desejos de Mulher, da TV Globo. 

Importância

Nila Branco destaca a relevância do Pop Rock Goiânia – 20 Anos, já que ele traz à tona canções que foram grandes sucessos durante esses 20 anos, inclusive músicas que foram temas de novela. “Eu acho que é importante mostrar que nossa música é rica, ela tem mais força do que se apresenta no mercado e precisamos evidenciar isso”, afirma a cantora. 

A coordenadora do evento ainda destaca a relevância de atividades como essa para os musicistas iniciantes: “Eles já estão consolidando suas carreiras lançando videoclipes e CDs, mas eu acho que Pop Rock Goiânia – 20 Anos é importante para unir a velha geração que nós representamos – Anderson, da banda Mr Gyn e Fabiano Olinto, Casa Bizantina –, por exemplo, com os novos que estão surgindo. Dessa forma, a gente mostra nossa força e acaba formando novas parcerias. Isso é muito importante!”, enfatiza Nila.

Pop rock goiano

A cantora relata que foi na época de lançamento do seu primeiro CD (1998) que o pop rock goiano começou a tocar nas rádios do Estado – tanto suas canções como músicas de grandes nomes como Anderson, da banda Mr Gyn e Fabiano Olinto, Casa Bizantina. Nila ainda diz que o estilo musical produzido em Goiás tem como referência o pop rock nacional e internacional, mas que também traz sua marca. 

“Por mais que a gente faça alguma coisa parecida com o que é produzido fora, nós temos a nossa característica, porque acabamos colocando a nossa marca, e aí fica diferente. Além disso, nos últimos anos, eu busquei incluir novos elementos e instrumentos, como bandolim e viola, porque gosto de trazer coisas novas. Mas, para o puro pop rock, não há muita influência disso”, finaliza a cantora. 

*Integrante do programa de estágio do jornal O HOJE sob orientação 

da editora Flávia Popov

SERVIÇO

‘Pop Rock Goiânia – 20 Anos’

Quando: terça-feira (24)

Local: Teatro Sesi (Av. João Leite, nº 1.013, Santa Genoveva – Goiânia)

Horário: 20h

Entrada: 2kg de alimentos não perecíveis

Veja Também