Sessões de cinema ao ar livre começam nesta quinta-feira

Circuito de Cinema Popular passa por seis cidades do Estado

Postado em: 10-05-2018 às 06h00
Por: Sheyla Sousa
Circuito de Cinema Popular passa por seis cidades do Estado

SABRINA MOURA*


Na sua décima primeira edição,  o Circuito de Cinema Popular começa, nesta quinta-feira (10), na cidade de Nerópolis (GO). O projeto, que vai até o dia 19 deste mês, também vai passar pelas cidades de  Itaberaí, Itapuranga, Ceres, Silvânia, e se finalizará em Piracanjuba. 

Continua após a publicidade

O ‘Cinema Popular’ surgiu há mais de uma década com a proposta de realizar um circuito itinerante de exibição de filmes. “O projeto surgiu como uma forma de minimizar a dificuldade do acesso ao cinema, principalmente às produções audiovisuais nacionais. O circuito é itinerante, e partiu dessa realidade: é preciso democratizar o acesso da população à cultura e às produções audiovisuais”, conta Maria Abdalla, coordenadora do projeto que tem realização do Icumam Cultural e Instituto.

Salas de exibição são inauguradas constantemente, mas a concentração geográfica delas continua dominante nas capitais ou nas cidades de grande porte. A democratização do acesso à cultura e a valorização das produções nacionais são o mote principal do circuito. “O Circuito Cinema Popular se instala em praças públicas das cidades por onde passa e promove a exibição de um filme nacional naquela noite. Além de proporcionar um momento diferente de lazer, em que pode-se reunir a família e os amigos, o projeto tem o intuito de formar público para o audiovisual, realizar a circulação de produções nacionais e de reduzir esses níveis de exclusão audiovisual que atinge a população brasileira”, comenta Abdalla. 


As Duas Irenes

O filme escolhido para exibição nesta edição foi o longa-metragem As Duas Irenes, escrito e dirigido por Fábio Meira, e gravado na Cidade de Goiás. As atrizes Priscila Bittencourt e Isabela Torres são as responsáveis por interpretar as duas Irenes. “Os filmes que são escolhidos para o circuito devem ser de temática livre, já que o evento é um momento para as famílias e pessoas de todas as idades. A escolha do As Duas Irenes para essa 11ª edição teve também motivos especiais: além de o diretor Fábio Meira ser goiano, o filme foi gravado e ambientado na Cidade de Goiás”, esclarece a coordenadora.

O drama conta a história de uma menina de 13 anos, de uma família tradicional do interior. Ela descobre que seu pai tem uma filha com outra mulher, e que essa menina tem a mesma idade e o mesmo nome que o dela. O ponto de partida da história aconteceu na família do próprio diretor (Fábio Meira) que, aos 13 anos, descobriu que o avó tinha duas filhas – cada uma com uma mulher diferente – sendo as duas de nome Irene. A história marcou o diretor, que começou a escrever o roteiro, e levou as duas Irenes até as telas de cinema. “O que inspirou o roteiro foi uma história da família do próprio diretor. O cinema tem algo muito especial, que é a identificação do espectador com a história que está sendo contada no filme. Acredito que em As Duas Irenes muitas pessoas vão conseguir identificar situações semelhantes em suas famílias e passar por esse reconhecimento”, finaliza Abdalla.

O filme integrou a mostra Generation do Festival de Berlim e venceu prêmios no Festival de Gramado – sendo eles os de Melhor Ator Coadjuvante, para Marco Ricca; Roteiro e Melhor Filme, para a crítica. Em outubro, o filme também ganhou o prêmio de Melhor Filme – Sessão Ponto de Encontro, na 62ª Semana Internacional de Cine de Valladolid, um dos mais tradicionais festivais da Espanha. 


Cinema para todos 

A ação já levou cinema para mais de 180 mil pessoas em suas dez edições anteriores. No total, foram 46 cidades percorridas, 131 exibições em praça pública e dez longas-metragens brasileiros exibidos sendo: Narradores de Javé, dirigido por Eliane Caffé; Lisbela e o Prisioneiro, por Guel Arraes; Dois Filhos de Francisco, dirigido por Breno Silveira; Tapete Vermelho, por Luís Alberto Pereira; O Menino da Porteira, dirigido por Jeremias Moreira; Pequenas Histórias e O Segredo dos Diamantes, ambos dirigidos por Helvécio Ratton; O Palhaço, por Selton Mello, e,  Cine Holliúdy, por Halder Gomes.

O Cinema Popular conta com patrocínio da RTE Rodonaves Transportes através do Programa Estadual de Incentivo à Cultura do Estado de Goiás – Lei Goyazes; realização do Icumam Cultural Instituto; apoio da Vitrine Filmes e apoio local das prefeituras e secretarias das cidades participantes do circuito. 

*Integrante do programa de 

estágio do jornal O HOJE sob orientação da editora Flávia Popov 


Programação 

10 de maio (quinta-feira)

Horário: 20h

Cidade: Nerópolis–GO

Local: Praça São Benedito

12 de maio (sábado)

Horário: 20h

Cidade: Itaberaí-GO

Local: Praça Balduino da Silva Caldas (em frente à prefeitura)

14 de maio (segunda-feira)

Horário: 20h

Cidade: Itapuranga-GO

Local: Praça Castelo Branco

16 de maio (quarta-feira)

Horário: 20h

Cidade: Ceres – GO

Local: Praça Cívica

18 de maio (sexta-feira)

Horário: 20h

Cidade: Silvânia-GO

Local: Praça do Rosário 

19 de maio (sábado)

Horário: 20h

Cidade: Piracanjuba-GO

Local: Praça da Matriz 

Veja Também