Mais de 20 anos após os crimes, brasileiro é apontado como autor de três assassinatos nos EUA

Postado em: 01-09-2021 às 15h47
Por: Luan Monteiro
Homem foi identificado após testes de DNA; ele morreu em um acidente aéreo em 2005 | Foto: Reprodução

A polícia dos Estados Unidos concluiu na última terça-feira (31/08), que o brasileiro Roberto Wagner Fernandes foi responsável por três assassinatos ocorridos na Flórida há mais de 20 anos. O homem, que morreu em um acidente aéreo em 2005, teve o corpo exumado para comprovação, que foi feita através de exame de DNA.

Roberto fugiu dos após os assassinatos, que ocorreram entre 2000 e 2001. O brasileiro, segundo o Escritório do Xerife de Broward, foi acusado de ser o responsável pelas mortes de Kimberly Dietz-Livesey, Sia Demas e Jessica Good.

“Os casos chegaram às manchetes (de jornais), mas logo passaram para um segundo plano”, relembrou Tony, que liderou as investigações junto com a polícia do condado vizinho de Miami-Dade.

Kimberly Dietz-Livesey, de 35 anos, é, segundo as autoridades, a primeira vítima do brasileiro. Ela foi achada sem vida dentro de uma mala em junho de 2000 em Cooper City. Em agosto do mesmo ano, Sia Demas, de 21 anos, foi encontrada à beira de uma estrada em Dania Beach dentro de uma mochila.

As duas mulheres foram espancadas até a morte. Já a terceira vítima, Jessica Good, de 24 anos, teve o corpo esfaqueado e jogado na Baía de Biscayne, em Miami, em agosto de 2001.

Na época dos assassinatos, Fernandes morava em Miami e chegou a ser considerado suspeito, mas acabou voltando ao Brasil após a descoberta do corpo da terceira vítima. Ele já havia sido acusado de assassinar a esposa no Brasil, em 1996, mas acabou sendo absolvido. Além disso, tinha contra ele outras acusações de crimes violentos contra mulheres e chegou a ser apontado como suspeito por um estupro cometido em 2003.

Compartilhe: