Liminar concedida ao MPGO obriga AGETOP a fazer obras na ponte que liga Goiás e Minas Gerais

A Promotoria de Justiça de Corumbaíba exige uma serie de reparos na estrutura que divide os dois estados

Postado em: 28-09-2021 às 17h47
Por: Redação
A Promotoria de Justiça de Corumbaíba exige uma serie de reparos na estrutura que divide os dois estados | Foto: Reprodução

Por Jade Vieira (especial para O Hoje)

Liminar concedida pela Promotoria de Justiça de Corumbaíba ao Ministério Público de Goiás (MPGO) obriga a Agencia Goiana de Infraestrutura e Transporte (AGETOP) a realizar obras na ponte Quinca Mariano que divide Goiás e Minas Gerais.

Um procedimento administrativo foi instaurado para acompanhar e fiscalizar a reforma na estrutura. A promotora responsável, Gabriela Rezende Silva, detalha a necessidade de reparos na ponte, de acordo com ela a falta de manutenção da ponte coloca em risco a integridade das pessoas que passam por ela. Para a promotora a falta de condições técnicas de segurança ameaçava usuário que trafegavam pela ponte. Isso pode ser caracterizado como omissão as medidas de manutenção pela agencia estatal.

Continua após a publicidade

Gabriela Rezende solicitou um diagnostico completo das condições estruturais da ponte, como também os reparos necessários para manter a integridade tanto da estrutura quanto das pessoas que transitam por lá.
Foi solicitado também reparos em outros pontos da pista que apresentam danos e irregularidades e a instalação de placas de sinalização e de limite de velocidade, que no local é de 60 quilômetros por hora.

A AGETOP tem um prazo de três meses para realizar os reparos pedidos pelo MPGO. Além disso, tem 45 dias para apresentar um diagnostico minucioso das condições da ponte Quinca Mariano e 30 dias para instalação das placas de sinalização e de limite de velocidade.

Veja Também