‘Se Deus quiser, o preço do gás vai cair pela metade’, diz Bolsonaro em Boa Vista

Ele alegou que o preço cobrado por revendedores é injustificado.

Postado em: 29-09-2021 às 16h06
Por: Alice Orth
Ele alegou que o preço cobrado por revendedores é injustificado. | Foto: Reprodução/TV Brasil

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (29/09) que, “se Deus quiser”, o valor do gás de cozinha vai cair pela metade. A declaração foi feita durante evento em Boa Vista, em Roraima, onde anunciou a entrega das obras do Linhão do Tucuruí. Esta é a primeira vez que ele visita o estado desde que foi eleito.

“O [governador de Roroima, Antonio] Denarium falou do gás de cozinha, diminuindo imposto de gás de cozinha, de 17% para 12%. E disse ainda que no corrente ano irá zerar o imposto do gás de cozinha. Dizer a vocês que, no início deste ano, eu zerei os impostos federais no gás de cozinha”. Ele alegou que o preço cobrado por revendedores é injustificado.

“A mesma coisa vem fazendo o nosso governador Wilson [Lima], aqui presente, do estado do Amazonas. O preço do gás, lá onde ele é engarrafado no botijão de 13 quilos, está na casa dos R$ 50, não justifica, na ponta da linha, estar custando em média R$ 130”, disse o presidente.

Continua após a publicidade

“Zerando o imposto federal, que já zerei, zerando o estadual, esses dois estados, Roraima e Amazonas, poderão com o trabalho nosso, com ajuda do parlamento, buscar a compra direta do gás de cozinha a exemplo de uma MP nossa que está para ser votada na Câmara sobre a venda direta do etanol, o álcool, que vai baratear o preço do combustível lá na bomba”, alegou. “Com essa possível venda direta do gás de cozinha, ele vai cair pela metade do preço. Não justifica, na origem custar R$ 50 o botijão de gás e, na ponta da linha, R$ 130. Esse preço vai cair, se Deus quiser. Podem ter certeza”, concluiu.

Veja Também