Em novo boletim, Fiocruz defende a adoção de passaporte da vacina para todo o Brasil

O Nordeste é a região com o maior número de adesões à medida.

Postado em: 01-10-2021 às 17h35
Por: Alice Orth
O Nordeste é a região com o maior número de adesões à medida. | Foto: Reprodução

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou, nesta sexta-feira (1º/10), um novo boletim em que recomenda a adoção do passaporte da vacina em todo o território nacional. A fundação afirma que o documento pode se tornar uma estratégia útil para estimular que mais pessoas tomem a vacina contra a Covid-19.

Ontem (30/09), o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, reestabeleceu o decreto da prefeitura do Rio de Janeiro que exige a apresentação da comprovação de vacinação para acessar locais fechados. Ele havia sido suspenso no dia anterior por uma decisão do desembargador Paulo Rangel, do Tribunal de Justiça do estado, devido a um habeas corpus que argumentava cerceamento de liberdade de locomoção.

Para os pesquisadores da Fiocruz, o emprego do passaporte em todo o território nacional evitaria a judicialização do tema. Eles alegam que o desenvolvimento dessas diretrizes a nível nacional faz parte dos pilares de universalidade e integralidade do Sistema Único de Saúde (SUS).

Continua após a publicidade

“Esta estratégia é central na tentativa de controle de circulação de pessoas não vacinadas em espaços fechados e com maior concentração de pessoas, para reduzir a transmissão da Covid-19, principalmente entre indivíduos que não possuem sintomas”, diz o boletim.

Atualmente, ao menos 249 cidades brasileiras, ou 4,47 % do total de municípios do país , exigem o documento, segundo o levantamento mais recente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), divulgado na última terça-feira (28/09). O Nordeste é a região com o maior número de adesões à medida.

Veja Também