Sebastião Tapajós, violinista consagrado mundialmente, morre aos 78 anos

Músico foi hospitalizado com sintomas típicos de infarto e falta de ar, mas não resistiu

Postado em: 03-10-2021 às 10h25
Por: Maria Paula Borges
Músico foi hospitalizado com sintomas típicos de infarto e falta de ar, mas não resistiu | Foto: Reprodução

O violinista paraense Sebastião Tapajós foi hospitalizado com sintomas típicos de infarto e falta de ar. O violinista, considerado um dos maiores do Brasil, teve que ser levado ao hospital, no início da noite do último sábado (02/10), com sintomas de infarto e falta e ar. Os médicos tentaram reanimação, porém ele não resistiu.

O violinista é consagrado em casas de espetáculos pelo mundo todo, tendo se apresentado inclusive com estrelas internacionais como Gerry Mulligan e Oscar Peterson. Além disso, lançou diversos projetos e tocou com artistas como Jane Duboc, Waldir Azevedo e Paulo Moura.

Começou a tocar profissionalmente aos 10 anos no conjunto ‘Os Mocorongos’ e teve como primeiro professor de violão o próprio pai. Posteriormente, começou a estudar música em Belém, além de Rio de Janeiro e Lisboa, onde se formou pelo Conservatório Nacional de Música.

Continua após a publicidade

Em seu retorno ao Brasil, lançou seu primeiro LP solo, nomeado “Violão e Tapajós”, pela Philips. Em 1971, participou da turnê pela Europa na companhia de Paulinho da Viola e Maria Bethânia, rendendo o LP Nova Bossa Nova, lançado em 1972.

Veja Também