PF pede prorrogação sobre inquérito que investiga vazamento de dados feitos pelo presidente Jair Bolsonaro

Presidente divulgou nas redes sociais a íntegra de um inquérito da PF apurando ataque ao sistema interno do TSE

Postado em: 06-10-2021 às 15h40
Por: Maria Paula Borges
Presidente divulgou nas redes sociais a íntegra de um inquérito da PF apurando ataque ao sistema interno do TSE | Foto: Reprodução

A Polícia Federal (PF) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que prorrogasse o inquérito responsável por investigar o vazamento de documentos sigilosos por parte do presidente da república, Jair Bolsonaro (sem partido). O presidente divulgou nas redes sociais, no dia 4 de agosto, a íntegra de um inquérito da PF que apura suposto ataque ao sistema interno do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2018. Segundo a Corte, não representou nenhum risco às eleições.

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, determino a abertura de uma investigação para apurar o vazamento de documentos, a decisão atendeu a um pedido feito pelo TSE. Além disso, o magistrado solicitou a remoção dos links disponibilizados por Bolsonaro com a investigação, e solicitou ainda o afastamento do delegado da PF que era responsável pelo inquérito.

A PF defendeu que a extensão do prazo é necessária caso considere a expiração do prazo de permanência do inquérito em sede policial, sendo necessário assim o prosseguimento da apuração. Moraes pediu a opinião da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre o pedido.

Veja Também