Operação da PF prende bando que fraudou R$ 10 milhões nos estados de GO, SP e PR

Postado em: 24-11-2021 às 11h21
Por: Alexandre Paes
Estão sendo cumpridos 17 mandados de prisão e 54 de busca e apreensão, existem suspeitos de Anápolis (GO). | Foto: Reprodução

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quarta-feira (24/11), as Operações Vida Fácil I e Vida Fácil II, que investigam fraudes de aproximadamente R$ 10 milhões em pagamentos do Auxílio Emergencial do Governo Federal. Aproximadamente 210 agentes federais estão cumprindo 17 mandados de prisão preventiva e 54 mandados de busca e apreensão nas cidades de Anápolis (GO), Araçatuba, Bauru, Marília, Birigui, São José do Rio Preto (SP) e Maringá (PR).

As investigações confirmaram que duas organizações criminosas especializadas na prática de furto, mediante fraude, do benefício assistencial estavam agindo não só na região de Araçatuba/SP, mas também em outros estados, incluído Goiás. Os líderes dos grupos criminosos ostentavam alto padrão de vida, adquirindo veículos de luxo e imóveis.

A PF iniciou as investigações no começo deste ano, após receber alerta da Unidade de Repressão às Fraudes ao Auxílio Emergencial, em Brasília. O Cruzamento de dados apontou diferentes suspeitos em diversos auxílios emergenciais fraudados.

Os presos serão indiciados pelos crimes de furto, mediante fraude, praticados por meio de dispositivo eletrônico ou informático, e associação criminosa. Caso sejam condenados, eles estarão sujeitos à pena máxima de até a 16 anos de reclusão.

Todas as apreensões realizadas serão encaminhadas para a sede da PF em Araçatuba/SP, assim como os presos, que, após serem ouvidos pela autoridade policial, serão encaminhados para unidades prisionais da região, onde permanecerão à disposição da Justiça Federal.

A operação tem o objetivo de desarticular grupos ou organizações criminosas que atuam neste tipo de crime em várias unidades da federação.

Compartilhe: