Capitais brasileiras se dividem sobre realização de eventos de virada de ano

A capital goiana não tem nenhum evento público divulgado, mas vários eventos privados já estão com ingressos à venda.

Postado em: 30-11-2021 às 16h41
Por: Redação
A capital goiana não tem nenhum evento público divulgado, mas vários eventos privados já estão com ingressos à venda | Foto: Reprodução

Mesmo com a nova variante e uma possível nova onda, cidades de todo o Brasil ainda se dividem sobre a realização de festas de réveillon que devem causar aglomerações em um momento crítico da pandemia da covid-19. Algumas capitais brasileiras decidiram manter a realização de eventos. Em Goiânia, já estão comercializando ingressos para diversas festas de virada de ano.

Apesar de ainda não ter sido divulgado informações sobre a realização de eventos públicos, como a tradicional virada de ano na Praça Cívica, vários eventos privados já estão comercializando ingressos para festas que serão realizadas no dia 31/12. Com ingressos de até R$ 420, tudo indica que a realização de eventos desse tipo neste final de ano em Goiânia deve acontecer normalmente.

No Rio de Janeiro, foi informado que a realização de eventos acontecerá e que a decisão foi embasada na melhora do cenário epidemiológico da cidade, evidenciada pela queda sustentada de casos, óbitos e outros indicadores de covid-19 há semanas.

Continua após a publicidade

Em São Paulo a festividade que lota a Avenida Paulista está sendo planejada, mas a realização do evento está condicionada ao quadro epidemiológico relativo e futuras decisões das autoridades de saúde pública e sanitárias.

Outras capitais descartaram os festejos. É o caso de Recife, que anunciou nesta terça (30) que não realizará os tradicionais shows de réveillon na orla do Pina e Boa Viagem. Salvador foi outro município que anunciou nesta segunda-feira (29) o cancelamento da festa devido ao surgimento da nova variante Ômicron e ao aumento de casos de covid-19 em países da Europa.

A prefeitura de Fortaleza decidiu não realizar festas públicas, mas autoriza os eventos de grande porte com capacidade até 2,5 mil pessoas em ambiente fechado e 5 mil em ambiente aberto.

João Pessoa já havia decretado, em novembro, o cancelamento das festas de rua em comemoração ao réveillon este ano. Apesar disso, a praia ficará liberada para os frequentadores, contanto que respeitem o uso de máscaras e o distanciamento social.

Veja Também