Ministro da Saúde afirma aguardar consulta pública para iniciar vacinação de Crianças

Postado em: 28-12-2021 às 09h51
Por: Alexandre Paes
Esses critérios de segurança, eficácia e qualidade foram justamente os analisados pela Anvisa para autorizar a vacina da Pfizer no Brasil. A previsão é de iniciar a vacinação em Janeiro de 2022 | Foto: Reprodução

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou na tarde desta segunda-feira (27/12) que aguarda o fim da consulta pública para começar a vacinar crianças a partir dos 5 anos de idade contra a Covid-19. “Pessoal, essa matéria está em consulta pública, está tudo de maneira detalhada lá, esse assunto já foi exaustivamente debatido, vamos esperar o curso do devido processo administrativo para que se cumpram todas as fases”, disse Queiroga. 

Esses critérios de segurança, eficácia e qualidade foram justamente os analisados pela Anvisa para autorizar a vacina da Pfizer no Brasil. A agência informou que já enviou as informações ao ministério. Na entrevista a jornalistas, Queiroga disse ainda que a consulta pública não é novidade.

“Vocês viram a nota? É do próprio ministério, nós vamos discutir em audiência pública de maneira detalhada. Primeiro a consulta pública. Aliás, vocês já fizeram as contribuições de vocês? Façam lá. Depois vai ter uma audiência pública pra debater com a sociedade, depois o posicionamento final”.

A nota a que Queiroga está se referindo foi divulgada também nesta segunda-feira pelo ministério. De acordo com o comunicado, a vacinação de crianças contra a Covid-19 a partir dos 5 anos pode começar ainda em janeiro de 2022.

A pasta destacou ainda que a recomendação é de inclusão da faixa etária no PNO (Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19) e que não há divergência em relação às recentes cobranças do STF (Supremo Tribunal Federal), que deu ao governo federal cinco dias para explicar a exigência de prescrição médica e informar o cronograma vacinal das crianças.

O prazo, no entanto, foi estendido até 5 de janeiro. O ministério disse que, na data prevista, “formalizará sua decisão e, mantida a recomendação, a imunização dessa faixa etária deve se iniciar ainda em janeiro”.

Compartilhe: