Boletim emitido pelo hospital informou que Bolsonaro está com suboclusão intestinal e sem previsão de alta

O presidente será avaliado pela equipe de Antônio Luiz Macedo.

Postado em: 03-01-2022 às 10h11
Por: Victoria Lacerda
O presidente será avaliado pela equipe de Antônio Luiz Macedo. | Foto: Reprodução/Internet

Durante a madrugada desta segunda-feira (3/01), o presidente Jair Bolsonaro (PL) precisou ser levado ao Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, após passar mal com suspeita de nova obstrução intestinal. O Hospital Vila Nova Star emitiu um boletim médico afirmando o quadro clínico de suboclusão intestinal, afirmando também que o presidente está sem previsão de alta. 

Após o atentado, Bolsonaro já passou por seis cirurgias como consequência da facada. Foram quatro em 2018, e duas em 2019 – para retirada da bolsa de colostomia e para correção de uma hérnia na incisão da cirurgia. A última internação do presidente aconteceu em julho de 2021, por um quadro de obstrução parcial do intestino delgado.

“Ele está estável, em tratamento e será reavaliado ao longo desta manhã pela equipe do Dr. Antônio Luiz de Vasconcellos Macedo. No momento, sem previsão de alta”, diz a nota divulgada pelo hospital. 

Continua após a publicidade

Leia a íntegra da nota:

Nota à imprensa

São Paulo, 03 de janeiro de 2022 – O Hospital Vila Nova Star informa que o Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, deu entrada na unidade na madrugada desta segunda-feira, devido a um quadro de suboclusão intestinal. Ele está estável, em tratamento e será reavaliado ao longo desta manhã pela equipe do Dr. Antônio Luiz de Vasconcellos Macedo. No momento, sem previsão de alta.

Direção médica responsável:

Dr. Antônio Luiz de Vasconcellos Macedo – Cirurgião-chefe

Dr. Leandro Echenique – Cardiologista

Dr. Ricardo Camarinha – Cardiologista do presidente

Dr. Antônio Antonietto – Diretor médico do Hospital Vila Nova Star

Dr. Pedro Loretti – Diretor geral do Hospital Vila Nova Star

Veja Também