Após ataques de Bolsonaro, artistas defendem Ivete Sangalo: “Zé ninguém mentiroso, genocida”

Bolsonaro afirmou que Ivete está chateada “porque acabou a teta gorda” da Lei Rouanet

Postado em: 06-01-2022 às 15h11
Por: Maria Paula Borges
Bolsonaro afirmou que Ivete está chateada “porque acabou a teta gorda” da Lei Rouanet | Foto: reprodução

Após o presidente Jair Bolsonaro (PL) atacar Ivete Sangalo, a cantora Fernanda Abreu defendeu a artista baiana. Os ataques aconteceram na última quarta-feira (5/1) durante entrevista coletiva. Segundo Bolsonaro, Ivete “está chateada porque acabou aquela teta gorda, de pegar até R$ 10 milhões da Lei Rouanet e defender o presidente de plantão”.

Fernanda Abreu afirmou que a baiana é uma grande artista e chamou o presidente de Zé ninguém. “Grande artista popular brasileira, cantora, compositora, comunicadora, talentosíssima e gente boa! Construiu uma carreira vitoriosa, de quase 30 anos, com talento e o suor do seu trabalho!!! Aí, vem um Zé ninguém mentiroso, metido com milicianos, corruptos, genocida, que está destruindo essa nação e a nossa cultura pra falar dessa mulher. É o fim da picada”, escreveu no Twitter.

O desentendimento entre Bolsonaro e Ivete Sangalo começou na última quarta-feira (29/12), quando a cantora vinha sendo criticada por não se posicionar politicamente. Durante um show, em Natal, Ivete incentivou que o público gritasse insultos contra o presidente.

A atriz Ingrid Guimarães também defendeu Ivete por meio de críticas ao discurso do presidente. “Bossal. Até parece que Ivete precisa de lei. Esse é o sonho dele: que a gente precise dele para alguma coisa”, afirmou. A cantora Luísa Sonza comentou “nossa, exatamente. Ridículo”, em defesa de Ivete.

Além disso, fãs da artista estão usando o termo “Mais Ivete, menos Bolsonaro”, para defender a cantora.

Veja Também