Covid: levantamento aponta que taxa de óbitos entre idosos sem imunização é 27 vezes maior

O levantamento foi publicado pela Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro

Postado em: 25-01-2022 às 17h13
Por: Almeida Mariano
O levantamento foi publicado pela Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro. | Foto: Reprodução

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, a taxa de vítimas de covid-19 a cada 100 mil habitantes entre idosos com vacinação incompleta é 27 vezes maior que a dos idosos vacinados com todo o esquema de doses. No Comitê Especial de Enfrentamento à Covid-19 foi destacado que a vacinação vem cumprindo seu objetivo principal, que é a redução de casos graves, hospitalizações e óbitos.

O boletim aponta que, entre os idosos que receberam a dose de reforço, foram registradas 2,9 mortes a cada 100 mil habitantes na cidade do Rio de Janeiro, entre dezembro de 2021 e janeiro de 2022. A taxa sobe para Entre idosos que receberam duas doses ou dose única sem a dose de reforço, foram registradas 16,2 vítimas a cada 100 mil habitantes, e entre aqueles que não receberam nenhuma dose ou não chegaram à segunda dose, a taxa chega a 78 mortes por 100 mil habitantes.

De acordo com a  Secretaria Municipal de Saúde também informou que os não vacinados ou com vacinação incompleta, tiveram a taxa de internações por 100 mil habitantes foi 17 vezes maior do que entre os imunizados com todas as doses recomendadas. De modo que foram registradas 24,9 internações de idosos a cada 100 mil habitantes entre os vacinados, enquanto, entre os não vacinados, 429,3 por 100 mil. 

Veja Também