Ministério da Saúde ainda não recomenda uma quarta dose da vacina contra a Covid-19

Segundo o órgão, o Plano Nacional de Operacionalizações ainda não oferece dados suficientes que justifiquem esse reforço

Postado em: 07-02-2022 às 14h56
Por: Augusto Sobrinho
Segundo o órgão, o Plano Nacional de Operacionalizações ainda não oferece dados suficientes que justifiquem esse reforço | Foto: Reprodução

O Ministério da Saúde afirmou, em nota técnica, publicada  na última sexta-feira (04/02), que ainda não vai recomendar a quarta dose da vacina contra a Covid-19 para a população. Segundo o órgão, o Plano Nacional de Operacionalizações (PNO) ainda não oferece dados suficientes que justifiquem esse reforço.

“Antes de avançarmos rumo a novas indicações no calendário do PNO, se faz necessário compreender o cenário epidemiológico com maior detalhamento quanto às hospitalizações, óbitos e infecções pela Covid-19 entre determinados grupos etários e sua relação com o status de vacinação”, diz a nota.

O Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, que já está na quinta edição, fornece dados referente à pandemia no Brasil e contribui com os órgãos para definirem ações de vacinação nos três níveis de gestão. Nele há informações sobre a situação epidemiológica e a disponibilidade das vacinas

Continua após a publicidade

Com isso, até o momento, o Ministério da Saúde recomenda uma quarta dose para imunossuprimidos acima de 18 anos de idade. A indicação aconteceu, no dia 20 de dezembro do ano passado, preferencialmente com a vacina da Pfizer ou, de maneira alternativa, às da Janssen ou AstraZeneca.

“São elas pessoas vivendo com HIV; pacientes em hemodiálise; em tratamento com quimioterapia para câncer; com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas; transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) uso de drogas imunossupressoras; entre outras”, define.

Veja Também