‘Alguns agem na contramão da Constituição’, diz Bolsonaro em novo ataque a ministros do STF

Bolsonaro ainda insinuou que os ministros seriam motivados por inclinações políticas.

Postado em: 17-02-2022 às 08h50
Por: Ícaro Gonçalves
Bolsonaro ainda insinuou que os ministros seriam motivados por inclinações políticas | Foto: Reprodução

Durante sua estadia na Rússia, onde se encontrou com Vladimir Putin, o presidente Jair Bolsonaro voltou a disparar críticas contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira (16/2), afirmando que integrantes da Corte “agem na contramão da Constituição”.

“Nós não precisamos de leis para garantir a liberdade de expressão, já está na Constituição. E quem é o poder guardião da Constituição? É o Supremo Tribunal Federal. E nós vemos que alguns do Supremo, a minoria do Supremo, agem na contramão da nossa Constituição”, afirmou.

Bolsonaro ainda insinuou que os ministros seriam motivados por inclinações políticas. “O fim da mensagem que fica é que eles têm um partido político. Eles não querem o Bolsonaro lá, eles querem um outro, um que estava no xadrez, no xilindró”, completou.

Continua após a publicidade

As declarações foram feitas em entrevista à rádio Jovem Pan. Bolsonaro segue, nesta quinta-feira (17), para a Hungria, onde se encontrará com o primeiro-ministro, Viktor Orbán. Na sexta-feira (18), o chefe do Executivo desembarca no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, de onde seguirá para a região de Petrópolis (RJ), afetada pelas chuvas.

Homenagem aos soldados comunistas

Antes de se encontrar com o presidente da Rússia, Bolsonaro seguiu os protocolos diplomáticos e participou de uma cerimônia em homenagem aos soldados soviéticos mortos na Segunda Guerra, em um Túmulo do Soldado Desconhecido, na capital Moscou.

A cerimônia chamou atenção de críticos ao governo, que apontaram que Bolsonaro estaria reverenciando militares que lutaram pelo bloco socialista na guerra, o que gerou inúmeros ‘memes’ em meio às redes sociais. Em resposta, Bolsonaro publicou apenas que “soldado é simplesmente soldado”.

Veja Também