Aumento da gasolina faz com que o etanol se torne mais procurado, mas pode não valer a pena

Postado em: 27-03-2022 às 13h18
Por: Cecília Sampaio
O correto, para que seja uma troca vantajosa ao consumidor é que ele custe um preço equivalente a 70% da gasolina | Foto: Reprodução

Carros flex devem se manter em alta, com o aumento dos combustíveis a maioria dos consumidores têm optado por abastecer com álcool à gasolina. De acordo com a  Associação Brasileira da Indústria da Cana de Açúcar (Unica) a venda de etanol hidratado  aumentou 26,20%.

Com o aumento de 18,7% na gasolina os consumidores se sentem cada vez mais usuários de etanol, que é um biocombustível que pode ser usado em carros flex e mais barata do que gasolina.

O correto, para que seja uma troca vantajosa ao consumidor é que ele custe um preço equivalente a 70% da gasolina, pois esse é seu conteúdo energético, mas não é sempre que isso acontece. Para saber de é vantajoso basta dividir o preço do álcool pelo valor da gasolina de adorco com o afirma o professor de Engenharia de Transporte do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ), Márcio D’Agosto

Para a troca ser vantajosa o resultado deve ser 0,7. O levantamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) da semana do dia 20 ao 26 de março em Goiânia a gasolina mais cara era 7,82 reais e o etanol era 4,99 reais, resultando em 0,63 mostrando ser uma boa troca.

Vale lembrar que os preços dos combustíveis são livres por lei no Brasil desde 2002, ou seja, não tem preço máximo, mínimo ou tabelamento obrigatório.  

Compartilhe: