Estudo do Serasa Experian aponta que 15,8% dos produtores rurais estavam inadimplentes em março

Postado em: 20-04-2022 às 16h38
Por: Maria Paula Borges
Levantamento foi feito em Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Tocantins | Foto: reprodução

Uma pesquisa realizada pelo Serasa Experian apontou que 15,8% dos produtores rurais em estados brasileiros voltados ao agronegócio estavam inadimplentes em março. O estudo revelou que, em comparação com o levantamento feito em junho de 2021, o número apresentou queda de 0,1%, podendo ser considerado estabilidade.

Os estados utilizados no levantamento foram Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Tocantins.

O número de inadimplentes observado entre os produtores rurais é inferior ao registrado na população adulta em geral, que fica em torno de 40%.

Segundo Marcelo Pimenta, Head de Agronegócio da Serasa Experian, o agronegócio é um dos principais motores da economia brasileira. “Os ganhos dos produtores se mantiveram ou até cresceram em alguns casos, fazendo que muitos conseguissem pagar as contas, mitigassem riscos e evitassem a inadimplência”, afirma.

O estudo aponta ainda que a inadimplência foi maior entre produtores de menor renda e que os produtores que ganham acima de R$ 10 mil mensalmente possuem o menor percentual de negativação, de 12,2%. Entre os que tinha renda de R$ 2 mil e R$ 4 mil apresentaram a maior taxa de inadimplência, de 19,3%.

Compartilhe: