Eleitor poderá votar mesmo sem biometria em 2022, afirma TSE em combate às fake news

Postado em: 26-04-2022 às 17h39
Por: Rodrigo Melo
A prorrogação aconteceu quando a Corregedoria-Geral Eleitoral (CGE) estabeleceu a suspensão, por tempo indeterminado, dos prazos relativos ao batimento para identificação | Foto: Divulgação/TSE

São falsos os boatos de que a população precisa fazer o cadastro biométrico até 4 de maio para participar das eleições. Na verdade, esse é o prazo para a regularização do título de eleitor, informa o TSE.

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nesta terça-feira (26/4) a prorrogação da resolução que suspendeu temporariamente os efeitos dos cancelamentos de inscrições eleitorais decorrentes dos processos de revisão biométrica do eleitorado em face da pandemia de Covid-19.

O registro da biometria nos cartórios está suspenso desde 2020 por causa da pandemia e “nenhuma eleitora ou eleitor que não realizou o cadastramento será proibido de votar”, escreve o TSE.

A prorrogação aconteceu na resolução editada pelo TSE em março de 2020, quando a Corregedoria-Geral Eleitoral (CGE) estabeleceu a suspensão, por tempo indeterminado, dos prazos relativos ao batimento para identificação de duplicidade de inscrições de eleitores em razão da alteração do atendimento nos cartórios eleitorais.

Portanto, a população poderá votar normalmente nas eleições de outubro, mesmo sem a biometria.

Compartilhe: