Pagamento da primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas termina nessa sexta (6)

Atualmente, são mais de 36 milhões de pessoas com direitos a benefícios do INSS no país, e mais de 60% recebem um salário mínimo

Postado em: 06-05-2022 às 09h45
Por: Alexandre Paes
Atualmente, são mais de 36 milhões de pessoas com direitos a benefícios do INSS no país, e mais de 60% recebem um salário mínimo | Foto: Reprodução/Internet

Termina nesta sexta-feira (6) o pagamento da primeira parcela do 13º salário para os grupos que ganham acima de um salário mínimo que tenham os números finais 5 e 0 do cartão de benefício (sem considerar o último dígito verificador, que aparece depois do traço). Também recebem o 13º os segurados que ganham até 1 salário mínimo que disponham do cartão com número final 0. Os pagamentos são feitos junto com os benefícios referentes a folha de abril.

A segunda parcela será paga somente no dia 7 de junho. Os aposentados e pensionistas do INSS começaram a receber o 13º adiantado no último dia (25). Até sexta-feira (6), mais de 31 milhões de segurados receberão a primeira parcela. O decreto com a antecipação do benefício foi assinado em março. Este será o 3º ano seguido em que os segurados do INSS receberão o 13º antes das datas tradicionais, que acontecia comumente em agosto e dezembro.

Quem recebe agora o adiantamento do 13º

Continua após a publicidade

Atualmente, são mais de 36 milhões de pessoas com direitos a benefícios do INSS no país, e mais de 60% recebem um salário mínimo. Para quem ganha o benefício no valor do salário mínimo, o piso nacional passou para R$ 1.212 desde 1º de janeiro. Por lei, aposentadorias, auxílio-doença, auxílio-reclusão e pensão por morte pagas pelo INSS não podem ser inferiores a 1 salário mínimo.

Já os aposentados e pensionistas que recebem benefícios acima do salário mínimo tiveram reajuste de 10,16% na remuneração, considerando que o teto dos benefícios do INSS passou de R$ 6.433,57 para R$ 7.087,22. No geral, a maioria receberá 50% do décimo terceiro na primeira parcela. A exceção é para quem passou a receber o benefício depois de janeiro e terá o valor calculado proporcionalmente.

Veja Também