Acre registra o segundo maior terremoto do Brasil, com magnitude de 6,5

O Acre registrou um terremoto de alta escala na noite desta terça-feira (7/6), o maior da história do Brasil com 6,5 pontos na escala Richter.

Postado em: 08-06-2022 às 17h26
Por: Ana Bárbara Quêtto
Um segundo tremor, e maior, chamado de 'réplica', registrado às 22h53min. | Foto: Reprodução.

O Acre registrou um terremoto de alta escala na noite desta terça-feira (7/6), às 21h55min, no horário de Brasília. O terremoto atingiu 6,5 pontos na escala Richter, se tornando o segundo maior da história do Brasil.

O epicentro foi localizado a cerca de 100km das pequenas cidades Tarauacá e Feijó, na fronteira com o Peru.

Segundo o Centro Sismológico Euro-Mediterrânico (CSEM), o segundo maior terremoto do Brasil ocorreu a uma profundidade de 616 quilômetros – chamado hipocentro. Por isso, não há danos no solo e o tremor não foi sentido pela população.

Continua após a publicidade

Um segundo tremor, chamado de ‘réplica’, foi registrado às 22h53min. O terremoto teve uma magnitude de 4,8 e profundidade de 603 quilômetros.

Maior terremoto do Brasil

O maior terremoto já registrado no país aconteceu em 1955, na Serra do Tombador, no Mato Grosso. O abalo alcançou 6,6 na Escala Richter

Por ter ocorrido em uma área pouco habitada, não houve fatalidades. Tanto a Serra, como as cidades Tarauacá e Feijó, são áreas de instabilidade sísmica, devido à localização da Placa Tectônica Sul-americana.

Como medir um terremoto?

O cientista Charles Richter desenvolveu a Escala Richter, em conjunto com Beno Gutenberg, para medir terremotos. A proporção nos ajuda a ter uma noção exata da força dos abalos sísmicos que acontecem na terra.

Ela é medida do 0 até, teoricamente, o infinito. Mas, até hoje nunca foi encontrado um terremoto de grau 10. A escala é logarítmica, ou seja, um tremor de magnitude 5 é dez vezes maior que um de 4.

Terremotos acima de 6 são considerados fortes, podendo derrubar edifícios e causar destruição em um raio de até 100 quilômetros.

Veja Também