Influenciadora que zombou de vagas para autistas em um shopping de Goiânia, é intimada para interrogatório

Postado em: 17-06-2022 às 12h02
Por: Mariana Fernandes
No vídeo, Larissa aparece ao lado mãe, Vânia Rosa, em Goiânia | Foto: Reprodução

Após a publicação de um vídeo gravado pela influenciadora Larissa Rosa, o pai de uma criança autista ligou indignado para um delegado do Grupo Especializado no Atendimento às Vítimas de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Geacri). No vídeo postado na terça-feira (14/06), a influenciadora aparece zombando das vagas exclusivas para autistas em um estacionamento de um shopping, de Goiânia.

Segundo o delegado, o pai cobrou por investigação sobre o ocorrido. A moça que aparece nas gravações, dizia coisas como: “Gente, olha isso aqui. Agora, tem vaga exclusiva, vaga exclusiva, para autista. Cara, o mundo está muito difícil. Quero saber quando vai ter vaga para gordo estressado”. E completou ainda: “A vaga é tão colorida que achei que era para ‘viado’. Vaga para mim nunca tem”.

No vídeo, Larissa aparece ao lado mãe, Vânia Rosa, em Goiânia. As duas que são moradoras de Anápolis, a 55 Km de Goiânia, e foram serão intimadas para interrogatório.

O delegado responsável pelo caso, Joaquim Adorno, é titular do Grupo Especializado no Atendimento às Vítimas de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Geacri). Segundo ele, o o pai que ligou na delegacia estava aos prantos quando viu as imagens. Até o momento, cinco pessoas e associações já denunciaram a influenciadora.

Adorno também explica que a conduta da influenciadora está prevista como crime no artigo 88, parágrafo 2º, do Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei 13.146/2015). E que foi ainda agravado, pelo fato de ela ter divulgado nas redes sociais. Para a investigação do caso, o delegado disse que também ouvirá as pessoas que se sentiram afetas pela conduta da influenciadora, para materializar o sofrimento causado.

Compartilhe: