Queijo brasileiro lidera ranking internacional e é eleito o melhor do mundo

Postado em: 23-06-2022 às 18h03
Por: Ana Bárbara Quêtto
O melhor avaliado deixou para trás os tradicionais Grana Padano, Gorgonzola Piccante e Pecorino Sardo, entre outros queijos famosos internacionalmente. | Foto: Reprodução

Um famoso queijo brasileiro lidera o novo ranking de “50 melhores Queijos do Mundo”, organizado pelo site “Taste Atlas”. O resultado da colocação saiu na última terça-feira (21/6), no Instagram do site.

O “queijim” mineiro, mais conhecido como Queijo Canastra Artesanal, é considerado uma iguaria mineira que leva o nome da Serra da Canastra, localizada no sudeste de Minas Gerais. O canastra é produzido através do leite de vaca cru, ordenhada na mesma fazenda onde fica a queijaria.

Por isso, tem um sabor especial, além de fazer parte da história mineira, uma vez que o seu preparo é passado de geração em geração. O melhor avaliado deixou para trás os tradicionais Grana Padano, Gorgonzola Piccante e Pecorino Sardo, entre outros queijos famosos internacionalmente.

O ganhador tem uma coloração amarela e um gosto forte. Pode ser servido no café da manhã, ou no lanche da tarde; cai bem em qualquer hora do dia. Em 2008, foi reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Segundo a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater–MG), a primeira colocação é resultado do trabalho dos produtores mineiros. “O reconhecimento da qualidade dos queijos mineiros e em particular, nesse momento, do Queijo Minas Artesanal, produzido na região produtora Canastra, muito nos orgulha”, afirma o diretor-presidente da Emater-MG, Otávio Maia à CNN Brasil.

“Tudo isso é resultado de um esforço conjunto de todo o sistema de agricultura do estado. Ninguém faz nada sozinho. Temos de destacar o trabalho da Emater, mas também da Empresa de Pesquisa Agropecuária (Epamig), do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) e a coordenação da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa)”, ressalta.

Entre os 50 colocados, o Brasil só aparece uma vez , no primeiro lugar. Mas, em 2021, na Mondial du Fromage et des Produits Laitiers, concurso de produtos lácteos que ocorre na França, o Brasil conquistou 57 das 331 medalhas. Confira a lista do Taste Atlas:

Compartilhe: