Polícia Federal combate contrabandistas de cigarros no sul do país

Os agentes apuraram ainda que os contrabandistas do grupo foram presos diversas vezes transportando cigarros paraguaios

Postado em: 05-07-2022 às 11h55
Por: Alexandre Paes
Os agentes apuraram ainda que os contrabandistas do grupo foram presos diversas vezes transportando cigarros paraguaios | Foto: Divulgação

A Polícia Federal (PF) prendeu um grupo que utilizava dados de pessoas físicas para lavar o dinheiro conseguido com o contrabando de cigarros de origem estrangeira. Os agentes apuraram ainda que os contrabandistas do grupo foram presos diversas vezes transportando cigarros paraguaios. As pessoas que tinha seus dados usados são conhecidos como “laranjas”, além das empresas de fachada e bens adquiridos,

Os policiais federais estão cumprindo 20 mandados de busca e apreensão dos contrabandistas de cigarros, sendo 17 na região de Londrina, um em Maringá, um em Guaíra, no Paraná; e um em Agudos, no interior de São Paulo, além de três de prisão.

De acordo com a Polícia Federal, durante as buscas foram apreendidos documentos e materiais relacionados com a prática criminosa, bem como veículos adquiridos com o dinheiro proveniente do crime. A Justiça determinou ainda bloqueio de bens móveis e imóveis e de recursos financeiros mantidos nas contas dos investigados até o limite de R$ 15 milhões.

Veja Também