Manchas durante a gravidez têm nome, tratamento e prevenção

Recomenda-se que o tratamento para o melasma ou cloasma seja feito após a gestação

Postado em: 13-09-2016 às 06h00
Por: Renato
Recomenda-se que o tratamento para o melasma ou cloasma seja feito após a gestação

Elisama Ximenes

A gravidez ainda não estava confirmada e já apareciam manchas no rosto da estudante de Jornalismo Amanda Karly – algumas na testa e outras próximas da boca. A enfermeira que fazia seu pré-natal deu o diagnóstico: é melasma. Trata-se de uma das transformações pelas quais a mulher pode passar durante a gravidez. Melasma ou cloasma, a mancha aparece por causa dos hormônios intensificados durante o período. É possível, também o surgimento das manchas fora da gravidez e, nesse caso, elas podem ter sido ocasionadas pelo uso de anticoncepcionais, que também agem nos hormônios. Entre outras motivações, estão também a exposição solar constante e predisposição do organismo. 
A médica Regina Trávolo, dermatologista, explica que na maioria das vezes o melasma surge na região das bochechas, testa e região supralabial. “Durante a gestação, é possível usar o filtro solar e alguns clareadores mais suaves como o ácido azelaico. Já após a gestação, podem ser utilizados os medicamentos clareadores mais potentes, como os ácidos glicólico e retinoico, a hidroquinona, antioxidantes orais e diversos peelings químicos, como os de cosmelan e dermamelan”, explica a médica. 
William, filho de Amanda, está com 1 ano e 1 mês de vida, e a mãe continua com as manchas, apesar de terem clareado com o tempo – o que confirma que a mancha independe da gravidez por si e depende mais da questão hormonal. Nos casos mais difíceis e quando não for possível o clareamento apenas com as medicações, pode ser utilizado o laser Spectra, que tem um protocolo próprio para clareamento do melasma em 12 sessões semanais. “É importante ressaltar que, após o tratamento, o melasma precisa de manutenção e proteção solar contínua, pois pode voltar a escurecer com a exposição solar. Nem todos os pacientes respondem completamente ao tratamento, mesmo com o laser”, orienta a médica.
No caso de quem ainda não é mãe, planeja ser, ou nem pretende, mas prefere ficar atenta aos cuidados com a pele, a orientação primordial para inibir o aparecimento das manchas é evitar a exposição solar. Para isso, é importante o uso regular de protetores solares com fator de proteção mínima FPS 30. “Quando possível, evitar o uso de anticoncepcionais ou outros hormônios estrogênicos e progestagênicos, o que ajuda a evitar a piora de muitos casos”, completa Ana Regina.

Veja Também