Estresse intenso pode causa queda de cabelo; aprenda a fortalecer os fios

Postado em: 22-07-2020 às 15h30
Dermatologista dá orientações para os cuidados com os cabelos nestes dias de quarentena - Foto: Divulgação

Igor Afonso

Algumas mulheres reclamam de cabelos fracos, quebradiços, e
com quedas frequentes. Existem muitas explicações justificar esses problemas,
mas podem estar relacionados também ao entupimento dos poros presentes no couro
cabeludo, ao descuido com os fios, à falta de nutrientes ou à presença de
alguns tipos de química.

A verdade é que cada
mulher tem um tipo de cabelo. Seja ele mais grosso, mais fino, mudanças na
espessura do fio, entre outras coisas. E claro, outros fatores como a
predisposição genética e a dificuldade do organismo em absorver as vitaminas e
os nutrientes necessários para a saúde do cabelo, também podem influenciar
nesses problemas relatados. Contudo, o cuidado diário com os fios e o uso
de produtos de qualidade, podem ajudar muito.

A dermatologista Maria Ligia Mendonça explica que em casos
de estresse intenso fora da normalidade, o ciclo de crescimento dos cabelos
sofre interferência, o que aumenta a queda chamada de eflúvio telógeno. “Em
geral, é autolimitada, ou seja, irá se resolver em torno de seis meses. Porém,
quanto antes for identificada e tratada com medicações orais e tópicas, melhor
para evitar que o cabelo fique ralo”, alerta a especialista, lembrando que o
estresse também pode ser gatilho para piorar outros quadros de queda.

O estresse intenso também está relacionado a outras doenças
sérias do couro cabeludo, como a alopecia areata, doença autoimune que
desencadeia falhas grandes no couro cabeludo. Nestes casos, de acordo com a
dermatologista, o tratamento é voltado para o sistema imunológico com
medicações imunossupressoras.

Para conter as quedas de cabelo, Maria Ligia dá algumas
dicas: “Aproveite o tempo livre, se for o caso, para realizar atividades para
as quais não sobre tempo normalmente e para ficar mais com a família. Pratique
boas ações, e ajude o próximo”. Ela ainda acrescenta: “Evite o excesso de
informações e verifique a veracidade de notícias disseminadas em grupos de
conversa”.

Maria Ligia também dá algumas orientações para os cuidados
com os cabelos em casa nestes dias de quarentena: “faça hidratações periódicas,
use máscaras reconstrutoras, óleos reparadores para dormir. Aproveite que está
em casa para descansar os cabelos e fazer um detox, evitando o uso de chapinhas
e secadores”.

Listamos aqui, outras dicas para cuidar melhor dos cabelos
nesses dias de quarentena:

  1. Programe uma reconstrução capilar;
  2. Cuide da alimentação – Ter uma alimentação
    balanceada é fundamental e rica em vitaminas e minerais para obter os
    benefícios – (Vitamina A, Vitamina E, Ômega 3, Minerais e Legumes e verduras);
  3. Aposte
    nos benefícios das plantas;
  4. Faça uma boa higienização;
  5. Proteja os seus cabelos no dia a dia (É extremamente
    importante que você proteja os seus cabelos contra os raios UV. Para isso,
    procure usar produtos que tenham, em sua composição, protetor solar);
  6. Proteja seus fios do calor excessivo (Outro erro muito comum
    é não proteger os fios antes da exposição ao calor. Usar frequentemente
    secador, chapinha e babyliss é uma das causas comuns da queda de cabelo. Após a
    exposição a esses aparelhos com temperaturas muito altas, os fios ficam
    fragilizados. Sendo assim, é indispensável aplicar um protetor térmico);
  7. Utilize os produtos adequados (Investir em produtos de
    qualidade é essencial para garantir o fortalecimento do cabelo);
  8. Escolha uma boa escova (Usar uma escova inadequada para o seu
    tipo de cabelo pode danificar e enfraquecer os fios e deixá-los quebradiços.
    Existem alguns modelos com bolinhas massageadoras nas pontas dos pinos capazes
    de proteger o couro cabeludo e oferecer mais leveza ao desembaraçar);
  9. Cuide da sua saúde mental.

 

Por: Redação
Compartilhe: