Relatório da ONU sobre o clima aumenta necessidade de investimentos das empresas em ESG

Postado em: 14-09-2021 às 16h26
Por: Maria Paula Borges
Evento online promovido pela PwC Brasil tem como tema “O alerta da ONU sobre as mudanças climáticas” e visa debater papel da inciativa privada | Foto: Reprodução

Uma pesquisa de PricewaterhouseCoopers (PwC) apontou que, somente no ano passado, foram investidos US$ 52 bilhões em fundos de impacto ESG (abreviação, em inglês, para os aspectos ambiental, social e de governança corporativa), mais que o dobro em relação ao ano anterior, apesar da pandemia. Estes investimentos se tornam ainda mais urgentes em vista do novo relatório publicado pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), que destaca a urgência da crise climática que o planeta vive.

Diante do novo cenário, a PwC Brasil apresentará um #ESGTalks especial nesta quarta-feira (15/09), no canal do YouTube, com o tema “O alerta da ONU sobre as mudanças climáticas”. O encontro vai discutir o papel fundamental da iniciativa privada na mudança do sistema socioeconômico. Importantes nomes da pauta ESG estarão presentes no evento como Karen Tanaka, gerente de sustentabilidade da Ambev, Mauricio Colombari, sócio e líder de ESG da PwC Brasil, e Paulo Artaxo, professor da Universidade de São Paulo (USP) e membro do IPCC da ONU.

A abertura do evento será feita por Marco Castro, sócio presidente da PwC, e o evento será mediado por Leandro Ardito, sócio e líder de responsabilidade corporativa da PwC Brasil. Durante o debate, Marco irá falar sobre os desafios das grandes corporações, o de gerar confiança e entregar resultados sustentáveis. Já Mauricio Colombari, vai trazer um roteiro de boas práticas de ESG e mostrar como a atenção a esses pilares gera um círculo virtuoso que beneficia as empresas e seu entorno.

Alertas sobre a mudança climática são um apelo pela ação da iniciativa privada para ajudar o meio ambiente, além de ressaltar um debate sobre como tornar essas estratégias mais eficientes. Em pesquisa realizada pela PwC em cinco países, sendo estes Alemanha, Brasil, Estados Unidos, Índia e Reino Unido, 74% dos entrevistados disseram que as empresas se preocupam muito mais com o meio ambiente do que há dez anos.

A pandemia de Covid-19 acelerou a procura por empresas que priorizam essa pauta e fez com que as pessoas pensassem mais sobre o impacto de suas decisões de compra no meio ambiente e na sociedade. A pesquisa ainda apresentou que 83% dos consumidores consideram que as marcas precisam investir em melhorias concretas nesses campos. O documento da ONU aponta que o impacto da ação humana no planeta já está perto do limite de temperatura global estabelecido no Acordo de Paris, em 2015. Para combater o cenário é necessário que a iniciativa privada, os governantes e a população trabalhem em conjunto.

Compartilhe: