Com Brexit e pandemia, Reino Unido sofre escassez de alimentos e adia mudanças

Postado em: 14-09-2021 às 18h24
Por: Alice Orth
Há risco de desabastecimento de lojas e supermercados até o final do ano. | Foto: Reprodução

O Reino Unido anunciou nesta terça-feira (14/07) que pretende adiar a imposição de controles alfandegários para os alimentos importados da União Europeia. Com a saída da União Europeia, no Brexit, e os efeitos do Covid-19 na economia, os países estão sofrendo de falta de alimentos e outros produtos.

“Queremos que as empresas priorizem sua recuperação da pandemia ao invés de precisar lidar com as novas regras na fronteira”, justificou o ministro David Frost. “As empresas agora terão mais tempo para preparar esses controles.”

As mudanças já haviam sido adiadas de janeiro de 2021 para o dia 1º de outubro, e agora não são mais esperadas antes de 1º de janeiro de 2022. Trabalhadores, fazendas e produtores deixaram os países após a separação do resto da Europa, e com a dificuldade de distribuição e entrada no Reino Unido, há o risco de desabastecimento até o final do ano.

Compartilhe: